Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

ERRO GRAVE DE CONCURSEIRO: NÃO TRATE A REPROVAÇÃO COMO FRACASSO.

Olá meus amigos do site, bom dia de domingo a todos. 

Hoje vou falar de um erro grave de muitos concurseiros: tratar a reprovação como sinal de fracasso e incapacidade... 

NÃO É POR AÍ, NEM DE LONGE É POR AÍ. 

O estudo para concursos é projeto de médio a longo prazo, mormente para concursos mais complicados (perfil da maioria de acessos do site), como Magistratura e Ministério Público, seguido por Defensorias e Procuradorias de grandes Estados/Capitais. 

São esses, hoje, os concursos mais difíceis que existem no país, quer seja pela profundidade das questões, quer seja pelo alto nível dos candidatos. Para terem uma ideia, passar no vestibular para medicina é MILHÕES de vezes mais fácil do que passar em um concursos da área jurídica de alto nível. 

(Então, primeira dica, se você ainda está no ensino médio e está lendo essa postagem, vá fazer medicina rrsrsrs). 

Brincadeiras a parte, o que quero transmitir, mais uma vez aos senhores, é que a reprovação faz parte do caminho de pedras até a aprovação. A reprovação é construção da sua jornada para obter êxito. 

Reprovar faz parte até mesmo para os senhores caírem em pegadinhas em uma prova, e não cair nas demais. Para pegar o jeito de resolver questões e alavancar os estudos. 

Quanto mais provas vocês fizerem, melhor, ainda que reprove em todas. 

Estudar para concursos não é algo fácil. Estudamos meses ou anos para aumentar nosso desempenho em 2/3/4 questões. É com esses passinhos pequenos que alcançamos a aprovação. 

Eu mesmo reprovei na DPE/PR, para Assessor do TJ-PR, para Advogado da CEF, até que consegui passar para a AGU no mesmo ano dessas reprovações. Uma questão que eu errei na DPE, por exemplo, eu acertei na AGU. 

Vejo candidatos reprovados que entram em depressão, que se desesperam, que pensam em desistir, que pensam em ir fazer medicina etc, mas o que está ocorrendo é que tais candidatos buscam resultados imediatos, a curto prazo, e estão confundindo reprovação com fracasso. 

90% de todo concursado já reprovou (pelo menos 90%), são eles fracassados por conta disso? Obviamente que não. 

Reitero mais uma vez: para ser aprovado não precisa ser essa coca-cola toda. Basta sentar na cadeira, estudar com organização e saber que a reprovação faz parte do crescimento. 90% dos concursados não possuem nenhum pouco de inteligência acima da média e não tem a memória melhor do que a de vocês. São pessoas que, simplesmente, abdicaram de bastante coisa para estar estudando e estudando (por anos). 

Não busque resultados imediatos. Não se julgue por um desempenho ruim. 

Reprovar é construção do sucesso, e não sinal de fracasso. 

Bom domingo a todos. 

Eduardo, em 11/06/2017



7 comentários:

  1. Fantástico! Como sempre, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelas palavras! Precisava escutar isso hoje. Valeu pelo excelente site!

    ResponderExcluir
  3. Ótimo texto. Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela força de sempre. Estamos empenhados neste projeto. É lento mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Muito Obrigado pelo texto, pois eu estava precisando. Fiquei tão frustrado ao fazer uma prova de estagio da justiça federal e não ter conseguido êxito. Eu estava me sentido um fracassado.Mas foi ai que eu lembrei do depoimento da nathália Mariel, onde ela relata que reprovou em duas provas de estagio do ministerio publico fderal, sendo aprovada para procuradora da republica.

    ResponderExcluir
  6. Eduardo! Você é simplesmente o melhor!!! Obrigada, mais uma vez, pelas palavras!!!

    ResponderExcluir
  7. Muito obrigado pelas palavras Eduardo. Realmente é um ciclo.

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!