Quem passa por aqui, PASSA!

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO e @MEUORGANIZADO.

ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM CLICANDO AQUI.

PARTICIPEM DO NOSSO FÓRUM DE DISCUSSÕES.

LEIAM NOSSO "MANUAL DO CONCURSEIRO"

CURSO ONLINE

CURSO MÉTODO EDUARDO GONÇALVES - METODOERG VÍDEO AULAS + LIVES

O QUE É O CURSO?  Após anos de aprendizado teórico e prático, lançamos o projeto piloto onde repassaremos a nossos alunos tudo que aprend...

SIMULADO GRATUITO

MEUS ESTUDOS PARA O MPF - QUESTÕES E SIMULADOS

Olá meus amigos, bom dia! 

Hoje o texto é do amigo Alexandre Guimarães, procurador da República e que nos conta sobre questões e simulados na sua experiência prática estudando para o MPF.

Vamos ao texto. 

A prática é essencial. A aprendizagem é mais intensa quando se torna relevante, quando o abstrato se torna concreto e pessoal. Acho muito importante que o candidato relacione, sempre que possível, os temas estudados com situações concretas, casos reais.

Nesse sentido, resolver o maior número de questões possível é fundamental para fixar o conhecimento adquirido nos estudos.

Sempre que terminava determinado assunto (controle de constitucionalidade; crimes contra a honra; direito de família, por exemplo), eu resolvia múltiplas questões relacionadas ao que havia estudado. Assim, exercitando o conteúdo, conseguia recuperar as informações e interrompia a curva do esquecimento (falarei mais sobre isso em outros posts). Minha fonte de questões era o @qconcursos.
Um ponto interessante sobre questões reside no fato de que não são os acertos que nos aprimoram, mas os ERROS. Quando respondemos de maneira equivocada uma questão, ficamos intrigados e buscamos a resposta correta, assim como a respectiva fundamentação. Esse processo é especialmente importante para o aprendizado. O sentimento de frustração momentânea, por incrível que pareça, faz com que nosso cérebro fixe com mais intensidade aquela informação.

Por outro lado, também fiz muitos simulados, em especial as provas anteriores do MPF. Eu deixei para fazer tais simulados quando eu já havia estudado todas as matérias, pelo menos os assuntos que havia me comprometido a estudar de cada uma. O  objetivo era aplicar o conhecimento e fazer uma avaliação de como eu me sairia em cada uma das provas.

Uma observação: quando forem fazer os simulados, façam uma verdadeira simulação, tentando tornar tudo real, principalmente no tocante ao tempo de prova. CRONOMETREM!

Por fim, não veja as questões e simulados como meros mecanismos para medir o conhecimento, sua real função é recuperar da memória as informações aprendidas por meio da aplicação prática, sendo uma FERRAMENTA PARA A APRENDIZAGEM.


Att

Alexandre Guimarães - sigam no instagram @mpf.guimaraes

1 comentários:

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO E @MEUORGANIZADO. ALÉM DISSO, ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM.

NÃO DEIXE DE LER!