Quem passa por aqui, PASSA!

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO e @MEUORGANIZADO.

ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM CLICANDO AQUI.

PARTICIPEM DO NOSSO FÓRUM DE DISCUSSÕES.

LEIAM NOSSO "MANUAL DO CONCURSEIRO"

CURSO ONLINE

CURSO MÉTODO EDUARDO GONÇALVES - METODOERG VÍDEO AULAS + LIVES

O QUE É O CURSO?  Após anos de aprendizado teórico e prático, lançamos o projeto piloto onde repassaremos a nossos alunos tudo que aprend...

SIMULADO GRATUITO

COMEÇANDO DO BÁSICO (2): DICAS


Olá, gente!

Ainda voltado às pessoas que estão começando ou que estão meio perdidas nos estudos, gostaria de conversar com vocês sobre como potencializar seus estudos.

1.   Organizem seus horários de estudos.

Muitos alunos tem dificuldade para organizar o horário de estudo – componente fundamental de seu planejamento. Neste post AQUI, explico detalhadamente como montar seu horário de estudo conforme seu tempo disponível,  conforme a importância das matérias e com uma metodologia que busca seu melhor rendimento.  

2.   Estudem lei seca.

É necessário estudar lei seca! Sobretudo se você deseja aprovação numa prova objetiva. Embora nas provas objetivas as organizadoras mesclem lei seca com jurisprudência e doutrina, ouso dizer que lei seca corresponde a um quantitativo significativo de questões que será o diferencial para ultrapassar essa fase... motivo pelo qual você precisa saber lei seca.

Estejam muito atentos às leis mais recentes, pois a chance de abordagem é ainda maior! As bancas costumam explorar novidades legislativas.

Minhas dicas:

1. Estude a lei primeiro. Ou seja, se o assunto do dia é x, estude a lei x antes da doutrina/jurisprudência. 
2. Estude as leis usando marca-texto. Use o marca-texto para destacar os principais artigos. 
3. As questões objetivas geralmente exploram: definições, classificações/especificações, exceções, competências; prazo; recurso cabível etc...(destaque esses artigos para uma leitura de revisão)
4. Evite estudar leis muito extensas de uma vez. Dívida, pois seu cérebro não ficará cansado. Na leitura sequencial, dê apenas uma revisada nos artigos que destacou anteriormente. 
5. Monte pequenos esquemas (eu uso post-it)  para classificações e fluxos processuais, por exemplo.
6. Ao responder questões, cujas respostas se extraem da lei seca, marque no seu vade mecum que aquilo foi objeto de questão. Ex.: se numa questão a resposta estiver no art 24 da Lei 8666, coloque de lado do artigo: CESPE/2018, FCC/2019, algo que indique que aquele artigo é importante. Depois de responder muitas questões você verá como alguns artigos incidem mais do que outros! Isso vai te ajudar a revisar esses artigos numa véspera de prova ou na sua revisão de estudos.


3.   Resolvam questões anteriores.

É muito importante resolver questões anteriores de concursos para atingir a finalidade de fixar o conteúdo não apenas como os livros/leis exploram, mas como as bancas abordam.

Você tem à disposição livros com questões organizadas por matéria e assunto, bem como plataformas digitais e aplicativos de telefone com questões. Seja de que forma for, é importante inserir a resolução de questões no seu estudo. Dêem preferência para questões do seu cargo e da mesma organizadora do seu concurso. Dar preferência não significa que você resolverá exclusivamente esse tipo de questão! Quanto mais questões vocês resolverem, menos surpresas vocês terão na prova.

4.   Fiquem de olho na jurisprudência.

É importante estar em dia com as decisões dos Tribunais Superiores, que interpretam o Direito, porque questões envolvendo entendimentos dessas Cortes são frequentes nos concursos.

Comece a ler os informativos do Dizer o Direito a partir dos mais recentes. Em relação aos anteriores, se você tiver tempo, vá lendo na sequência a partir dos mais recentes aos mais antigos, pelo menos os de 2019 e 2018. Se o tempo for curto, sugiro o Vade Mecum de Jurisprudência, que traz os conteúdos separados por matéria e assunto.

5.   Façam revisões.

Sempre insisto nesta tecla. O nosso cérebro esquece as coisas... Empiricamente já nos demos conta disso. Estudamos um assunto, entendemos bem e, numa prova, nos deparamos com aquela sensação de quem já estudou aquele assunto e não consegue “resgatar” as informações necessárias. Revisar evita isso.

Nesse outro post AQUI, tratei sobre a importância das revisões e dei algumas dicas de como fazia.

Mãos à obra! Bons estudos.


Um abraço!
Gus (@diaskershaw)


0 comentários:

Postar um comentário

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO E @MEUORGANIZADO. ALÉM DISSO, ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM.

NÃO DEIXE DE LER!