Quem passa por aqui, PASSA!

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO e @MEUORGANIZADO.

ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM CLICANDO AQUI.

PARTICIPEM DO NOSSO FÓRUM DE DISCUSSÕES.

LEIAM NOSSO "MANUAL DO CONCURSEIRO"

MARATONA DE PROVAS DE MINISTÉRIO PÚBLICO


Olá, pessoal!
Conferindo nossa agenda do futuro promotor de justiça, verifica-se a proximidade de quatro grandes provas. Vejam:
Certamente, muitos candidatos farão duas ou mais destas provas de MPE. Isso sem contar aqueles que conciliam com a preparação para a magistratura (TJRS – preambular no dia 29/04/2018; TJCE – preambular no dia 06/05/2018). Por isso, este momento é bastante importante para todos que aspiram a estes cargos.
O primeiro ponto que quero registrar é que PROVAS são OPORTUNIDADES. Se a sua preparação é séria, focada e contínua, o dia da prova é tão somente o dia de executar a tarefa para a qual tem se preparado. Por isso, não há de ser uma tarefa penosa.
Os esportistas treinam para o dia da competição. Nós estudamos para o dia da prova. A diferença é que a “vitória”, para eles, é o objetivo atingido e encerrado. Já para nós, é apenas o marco para o início de uma atividade que almejamos executar na sociedade.
Feita essa distinção, a analogia é perfeita. Um bom esportista treina sério, explora seus talentos e se submete a uma competição. Um bom concurseiro se prepara com seriedade, adapta-se a sua realidade e se submete a um concurso.
Por isso, trate esse momento com seriedade, mas com a devida naturalidade!
Não obstante, a trajetória da maioria dos esportistas não é forjada apenas com vitórias. Pelo contrário. Bons esportistas também perdem. E, obviamente, nós, concurseiros, também falhamos (até porque muitos outros também estão “treinando” e “competindo” com qualidade...).
Assim, precisamos saber agir também nas derrotas. Neste ponto, passada a prova, o desempenho precisa ser verificado com frieza. O que faltou, o que pode ser melhorado, o que já está consolidado etc. Se possível, submeta essa análise a alguém com experiência no tema. No entanto, uma boa autocrítica também é suficiente.
Mas tenham esse cuidado: EM MEIO A UMA MARATONA DE PROVAS, tal como essa que se avizinha, NÃO HÁ TEMPO PARA UMA ANÁLISE PORMENORIZADA DOS DESEMPENHOS. Por isso, deve-se manter a estratégia intacta, ainda que o olhonavaga esteja indicando que você se deu mal.
Acreditem no planejamento traçado. Não abandonem as escolhas que estabeleceram. Deixem a análise fria para depois. Mantenham a calma neste momento interprovas.
Por mais que estas linhas pareçam singelas e óbvias, noto que muitos alunos sofrem demais com essas duas necessidades: a TRANQUILIDADE no dia da prova e a FRIEZA na análise dos resultados.
Feitas essas considerações, desejo uma boa maratona de provas para todos!
Agora, a palavra de ordem é TRANQUILIDADE!
Um grande abraço.
Júlio Miranda, em 13/04/2018.
No Instagram: @juliocomiranda 

0 comentários:

Postar um comentário

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO E @MEUORGANIZADO. ALÉM DISSO, ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM.

NÃO DEIXE DE LER!