Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

SUPERQUARTA 13

Ei povo! Seguindo na nossa aposta para o 5º concurso de Defensor Público Federal, bem como pela proximidade das provas para DPMG e DPRS, segue mais uma questão de Princípios Institucionais da Defensoria Pública, matéria estratégica, podendo ser cobrada Constitucional, Administrativo, Processo Civil, e propriamente em Princípios Institucionais.
Eis a questão:

No seu primeiro dia de trabalho como Defensor Público Federal no núcleo da DPU de Campo Grande - MS, você recebe em seu gabinete um processo cível com o seguinte despacho do Juiz Federal:
“Nomeio o Defensor Público Federal curador especial do réu.”
Nesse caso, poderá o Defensor Público Federal recusar a “nomeação”?
Fundamente sua resposta nos Princípios da Autonomia Funcional da Defensoria Pública e na Independência Funcional, explicitando como conciliar as competências do Poder Judiciário e da Defensoria Pública da União, presentes as autonomias constitucionalmente consagradas.

Resposta em no máximo 30 linhas (tem gente reclamando que são poucas linhas para escrever, e perguntando se eu poderia aumentar. A resposta é: eu posso aumentar. Quem normalmente não aumenta é o examinador! rsrs As questões da DPU, normalmente, variam entre 20 e 30 linhas, galera! Tem que ter poder de síntese. E a hora de treinar é agora, beleza?)
Grande abraço, vamos em frente e contem comigo!!!
Dominoni

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!