Quem passa por aqui, PASSA!

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO e @MEUORGANIZADO.

ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM CLICANDO AQUI.

PARTICIPEM DO NOSSO FÓRUM DE DISCUSSÕES.

LEIAM NOSSO "MANUAL DO CONCURSEIRO"

CURSO ONLINE

CURSO MÉTODO EDUARDO GONÇALVES - METODOERG VÍDEO AULAS + LIVES

O QUE É O CURSO?  Após anos de aprendizado teórico e prático, lançamos o projeto piloto onde repassaremos a nossos alunos tudo que aprend...

SIMULADO GRATUITO

SOBRE ZERAR O EDITAL

Zerar o edital, esse talvez seja o maior objetivo de todo concurseiro como forma de chegar a sonhada aprovação.

Um erro, aliás, um grande erro e que talvez seja a causa da reprovação.

Os editais de concursos públicos são analíticos, ou seja, tratam de tudo quanto possível, o que não significa que toda a matéria dele constante será cobrada em prova.

Assim, muitas matérias estão no edital, mas jamais serão objetos de arguição, e só dele constam para não permitir que o candidato impugne assertivas alegando que o tema não está previsto no regulamento, afinal, esse é a lei do concurso, estando a Administração a ele vinculada.
O que quero dizer é que zerar o edital é uma meta, na grande maioria das vezes, inatingível, e que só gera no candidato um nervosismo desnecessário e um excesso de matéria completamente dispensável de ser estudada.  

Por exemplo, passei no concurso da AGU  sem ler uma doutrina sequer da Parte Especial de Direito Penal, pois foquei  na Parte Geral que é o que realmente importa. Do mesmo modo, nunca tinha lido nada sobre direito de família, sucessões, direitos reais sobre coisa alheia, lei de falência, etc, já que esses temas são pormenores e que raramente são cobrados.

Portanto, cabe a você, nesse primeiro momento selecionar temas relevantes, descartando aqueles menos importantes sempre à luz do perfil da Banca (e do cargo desejado), mantendo o foco naquelas matérias mais importantes e de maior incidência. 

Enfim, a única vez que zerei o edital foi para o MPF/prova oral (e aqui o fiz por uma peculiaridade da própria fase oral, pois poderia sortear qualquer ponto), mas antes disso já havia obtido várias aprovações sem ler grande parte do edital, pois priorizei o que, de fato, era relevante e cobrado pelo CESPE em provas anteriores, otimizando, desse modo, meu pouquíssimo tempo que restava de estudo.

Portanto, sempre estude de acordo com o edital, mas não se preocupe em zerá-lo. Otimize seu tempo no que realmente importa.

Para selecionar as prioridades façam provas anteriores do cargo visado e usem nosso edital sistematizado onde nós indicamos o que importa e o que nã importa. O trabalho nos editais foi para indicar a vocês no que focar, te dar o passo a passo necessário e suficiente a sua aprovação. 

Enfim zerar o edital, na maioria das vezes, não é uma boa pedida, é desnecessário e te fará estudar muita coisa que nunca cairá em prova. 


O estudo deve ser estratégico. 

Abraço pessoal, e até a próxima.


Eduardo, em 15/02/2020 - atualizada
No Instagram: @eduardorgoncalves
LINKS DO BLOG - CLIQUE E ACESSE

2 comentários:

  1. Gostaria de adquirir o edital esquematizado. Qual teria disponível no momento? Se puder me passar por email e valores ale.pagrion@hotmail.com Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. É pelo meus esquematizado né? Desculpa, vi agora...desconsidere a msg anterior. Obrigada

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO E @MEUORGANIZADO. ALÉM DISSO, ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM.

NÃO DEIXE DE LER!