Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES e @MEUESQUEMATIZADO PARA DICAS, SORTEIOS, LIVES, NOTÍCIAS E MUITO MAIS

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL PROPTER REM - IMAGINA ISSO NA SUA PROVA?

Olá meus amigos, bom dia a todos. 

Hoje venho com uma pergunta: O QUE É RESPONSABILIDADE AMBIENTAL PROPTER REM? 

Para construir uma resposta perfeita, o candidato deve dizer, primeiro, o que é uma obrigação propter rem. Essa obrigação é de natureza MISTA (real e pessoal) e que se vincula ao bem, acompanhando-o. Em outras palavras: Propter rem significa “por causa da coisa”. Assim, se o direito de que se origina é transmitido, a obrigação o segue, seja qual for o título translativo. A transmissão é automática, independente da intenção específica do transmitente, e o adquirente do direito real não pode recusar-se a assumi-la.
Em sendo assim, pode-se dizer que a obrigação de reparar o dano ambiental é, de fato, propter rem, pois o adquirente da propriedade tem a obrigação de reparar o dano, mesmo não sendo o responsável por sua causa. 

Vejamos tese do STJ nesse sentido: A obrigação de recuperar a degradação ambiental é do titular da propriedade do imóvel, mesmo que não tenha contribuído para a deflagração do dano, tendo em conta sua natureza propter rem.

Veja-se o seguinte julgado: 
“descabe falar em culpa ou nexo causal, como fatores determinantes do dever de recuperar a vegetação nativa e averbar a Reserva Legal por parte do proprietário ou possuidor, antigo ou novo, mesmo se o imóvel já estava desmatado quando de sua aquisição. Sendo a hipótese de obrigação propter rem, desarrazoado perquirir quem causou o dano ambiental in casu, se o atual proprietário ou os anteriores, ou a culpabilidade de quem o fez ou deixou de fazer. Precedentes do STJ” (RESp n.º 948.921, 2ª Turma, rel. Min. Herman Benjamin, DJe 11/11/2009).

Essa obrigação foi incorporada no Novo Código Florestal, que prevê o seguinte: § 2o As obrigações previstas nesta Lei têm natureza real e são transmitidas ao sucessor, de qualquer natureza, no caso de transferência de domínio ou posse do imóvel rural.

Certo? 

Agora decorem/entendam (façam o que for necessário): A obrigação de recuperar a degradação ambiental é do titular da propriedade do imóvel, mesmo que não tenha contribuído para a deflagração do dano, tendo em conta sua natureza propter rem.

Eduardo, em  09/11/2018
No instagram @eduardorgoncalves

1 comentários:

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES e @MEUESQUEMATIZADO