Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES e @MEUESQUEMATIZADO PARA DICAS, SORTEIOS, LIVES, NOTÍCIAS E MUITO MAIS

QUAL CARREIRA EU DEVO ESCOLHER?

Olá, gente! Talvez esse post ajude algumas pessoas indecisas sobre a carreira que irão escolher... é o que eu espero.

Antes de tudo, não há uma resposta que seja absolutamente válida para todos. Não se tem uma fórmula matemática e inúmeros fatores estão envolvidos nessa questão.

A minha intenção com esse post é mostrar o que eu entendo como importante para se levar em consideração na hora de escolher uma carreira. Minha opinião, é baseada na minha experiência e de algumas pessoas mais próximas.

Eu quis escrever sobre isso porque vejo que muitas pessoas realmente gostam de mais de uma carreira, ou exerceriam mais de uma profissão e seriam muito felizes. E também vejo pessoas que sonham com determinada carreira e vão se "perdendo"pelo caminho, achando que nunca irão conseguir, que é difícil e que esse ou aquele cargo é mais fácil.


Vamos lá!

1 - Vocação/Sonho - um desejo íntimo de realização pessoal numa determinada profissão.
Esse com certeza é o mais importante critério e, dependendo da intensidade, você não precisará levar mais nada em consideração.
Há pessoas que por toda a vida sonham com uma carreira e não se imaginam fazendo outra coisa. Quem tem esse sentimento dentro de si deve lutar com todas as forças para alcançá-lo.
A realização é pessoal, pois quem vai exercer essa profissão por anos e anos será você. A opinião dos outros, por mais importante que sejam, não pode decidir por você. É a sua vida...
Não há sonho impossível, mas o caminho não é fácil para 99% de quem alcança um objetivo na vida. Esteja preparado e saiba lidar com a frustração de reprovar algumas ou várias vezes. Apenas não desista, seja perseverante e aprenda que as dificuldades o(a) farão mais forte/capaz.

2 - Qualidade de vida
Talvez você não tenha pensado nisso, mas você deve pensar, e muito, na sua qualidade de vida exercendo aquela profissão. Por incrível que pareça, a ideia que nós temos de muitos cargos em relação à qualidade de vida é bem equivocada.
Um certo dia li um depoimento de uma profissional de uma carreira cobiçada e sobre as limitações quanto à qualidade de vida. Parecia estar reclamando da vida... E os comentários foram extremamente injustos... basicamente ninguém acreditava e considerava aquele “desabafo” como um exagero.
Pois bem, sugiro que você conheça AS DIFICULDADES da carreira que você flerta.
Geralmente nos agarramos aos pontos positivos e descartamos os negativos quando deveríamos considerar tudo. Decidir com consciência.
Obviamente você não vai desistir por conta das dificuldades, mas se está em dúvida entre uma ou outra carreira, talvez esse aspecto seja decisivo.
É interessante conversar com esses profissionais, conhecer a realidade por trás da “capa de glamour” que costumamos colocar em muitos cargos.

3 - Remuneração
Não há como negar que esse fator é importante. É com dinheiro que se pagam contas e se concretizam anseios materiais. Precisamos de dinheiro para viver e isso é fato.
Mas aqui eu gostaria de chamar atenção para uma coisa que muitas pessoas esquecem. Nem sempre 10 é mais do que 8 em "termos remuneratórios", digamos assim.
Explico... Quem ganha mais: um profissional que trabalha 4h/6h dia e recebe 5mil por mês ou um que trabalha no mínimo 8h dia e sai com a mala carregada de trabalho pra fazer à noite ou no final de semana e ganha 7mil?
Então, quando pensar em remuneração, esteja atento a isso. Ah! E veja a carreira como um todo, a perspectiva de crescimento, etc.

4 - Estrutura de Trabalho
Esse é um ponto importante e que eu só passei a valorizar verdadeiramente há pouco tempo.
Você já parou pra investigar como é a estrutura de trabalho do cargo que almeja?
Em geral, as carreiras federais tem estruturas de boa a excelentes. Entre as carreiras estaduais, todavia, varia bastante de estado para estado. É bom estar ciente disso para não se deparar com a precariedade de um fórum do interior caindo aos pedaços.
Sobretudo para concursos estaduais, avalie a situação do estado onde você pretende ir...

Por fim, gostaria de dar uma sugestão para quem já sabe o que quer... Foque nesse objetivo desde já, não ache que primeiro você vai ter que focar em um cargo, passar, depois outro, e ir "subindo". Você pode focar desde logo e a escadinha irá acontecer naturalmente. Isso porque focando em um objetivo você não está proibido de fazer "concursos-meio", digamos assim. Acredito que isso vai facilitar a chegar no seu objetivo mais cedo.

Um abraço!

Gus, em 28/7/18 - 
No insta: @holandadias

1 comentários:

  1. E cartório?Parece que em termos remuneratórios é o melhor né?Teve uma juíza que saiu do TJDFT para fazer o concurso e virou registrado. Também fico na dúvida entre juiz estadual e federal, pelos dados do CNJ, os estaduais (alguns como TJCE ou TJMG) conseguem ganhar valores mensais de 50 mil cheio de auxílios. E no federal, tirando o moro, acho que a maior parte não passa dos 30 mil. Também ia perguntar sobre MPF e juiz federal. Porque tem o famoso antonio passos cabral q era juiz e virou MPF, e não sei se temos o inverso, mas me parece que a remuneração é igual não?

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES e @MEUESQUEMATIZADO