Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

CONCURSOS PRÓXIMOS - ACELEREM NOS ESTUDOS CONCURSEIROS

Olá meus amigos, bom dia. 

Vamos falar de concursos que estão próximos, ou seja, da chance de se tornar, agora, concursado de vez.

Pois bem, em termos de Ministério Público, possivelmente o próximo será o MP-SP, e com muitas vagas.

Além disso, temos ainda o concurso do MPU com edital previsto para agosto, segundo informações do próprio Secretário-Geral. Informo, ainda, que o concurso de técnico será mais voltado para a área judiciária, ou seja, quem é do direito está em vantagem. 

Temos ainda o concurso Nacional Unificado da Magistratura Trabalhista, com edital previsto para junho/julho. E alguém duvida que teremos muitas vagas? 

E mais, PGF-AGU também se aproxima. No concurso de Procurador Federal passam mais de 600 pessoas e todas são nomeadas, o que torna esse concurso o mais fácil de todas as carreiras fins. Foco aqui, pois é a chance de ganhar mais de 20 mil reais com pouco tempo de preparação. Quem passa para analista do MPU, tem muitas chances aqui. 

Temos ainda DPU, que está com defasagem de membros e tem uma boa política de expansão. Pelo menos 100 novos defensores são esperados, de fato. Remuneração excelente. Dirigia que hoje é a terceira melhor carreira jurídica do Estado. 

Agora vamos para os Tribunais, e aqui as expectativas são boas para TST (esse prometido há bastante tempo), TRE-TO-BA-PR, TRT-GO, STM, STF... São vagas que não acabam mais e que devem sair todos nesse segundo semestre. Podem escolher a área: trabalhista, eleitoral ou justiça comum, tem para todo mundo. 

Outro concurso há muito esperado é PGE-SP, possivelmente não saia esse ano, mas quando abrir será uma infinidade de vagas. O concurso está represado, então aqui vale o investimento para ingressar em uma das melhores PGEs do país. 

Também o TRF1 (juiz federal) e o TRF5 (juiz federal) não possuem lista de aprovados, ou seja, devem abrir concurso em breve. 

Aqui fiz uma lista rápida apenas por um motivo, qual seja, perguntar a você, concurseiro, o que está esperando para acelerar nesses estudos? Faça sua parte, confie que dará certo. Não deixe para amanhã, o que pode ser feito hoje. 

Quem ainda não começou, ainda tem tempo de o fazer. Dá tempo de começar do zero para o MPU, por exemplo. Serão mais de 1.000 vagas, aproximadamente (a grande maioria voltada para área jurídica). 

Vejam essa postagem minha ainda do ano de 2013: 

Meus amigos, se eu estivesse esperado para o 29 concurso, estaria hoje no limpo dessa indecisão da suspensão do concurso. Como não esperei, não deixe para amanhã o que poderia ser feito ontem, estou no Ministério Público Federal há 01 ano, descansando dos estudos há 03 anos, com a vaga garantida no MPF. 

Ou seja: nunca é tarde para começar. Nunca é tarde para intensificar os estudos. As vagas estão aí e se renovam ano a ano. Mesmo que vocês achem que não terão condições de ser aprovados (sensação normal a todos; mesmo quando fui aprovado na AGU, com 100,00 na oral, eu tinha dúvidas de que seria ou não aprovado) estudem, façam a sua parte, estudem como se tivessem chances reais. Se os senhores não fizerem isso, as chances de aprovação serão muito menores. 

Ir fazer a prova, com a confiança da aprovação, faz toda a diferença. 

Acreditar que vai ser aprovado é o gás necessário para acordar e dormir com as esperanças renovadas.

Não deixe mais para amanhã. Não busque mais justificativas. Somente no segundo semestre teremos mais de 1.000 vagas em jogo, uma delas pode ser a sua. 

Hora de dar o gás; hora de intensificar os estudos; hora de acreditar na sua aprovação e fazer o que for necessário pela vaga! 

Vamos guerreiros! O amanhã só depende de vocês.

Compartilhem essa postagem com os amigos. 

Bom domingo a todos. 

Eduardo, em 04/06/2017
No Instagram: @eduardorgoncalves 



15 comentários:

  1. Muito obrigado pelas informações e pelas doses de motivação em pleno domingo!
    Abraço e bom domingo p vc tb!

    ResponderExcluir
  2. Queria ter a prática jurídica necessária para a PGF. Ainda ñ tenho nada... 😭😭😭

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É necessário ter 2 anos de prática forense Matheus, a exemplo do estágio exercido na faculdade, ou em alguma instituição pública.

      Excluir
    2. Eu sei, mas provavelmente ñ dará tempo eu conseguir os 2 anos.

      Excluir
  3. Tô de olho na PGF e não é de hoje!!
    Vamos que vamos para uma das carreiras da AGU!

    ResponderExcluir
  4. Estava precisando dessa motivação. Obrigado.

    ResponderExcluir
  5. Por que você acha a DPU a terceira melhor carreira? Quais são as duas primeiras? DPU é melhor que AGU/PGF, por exemplo?

    ResponderExcluir
  6. Eduardo, tu disse que iniciaria do zero para o MPU por ex. Quem está na faculdade e está estudando para a AGU/PGEs, vale a pena desviar o foco para o MPU? Pois vi o último edital, e pelo que me lembro, de direito, só caiu noções de administrativo e noções de constitucional, ou seja, tem muita matéria (aliás, a maioria) que nós nem sequer temos ideia.

    Mesmo assim acha válido direcionar para aquelas? Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel, creio q vc tenha visto o cargo errado. Para o cargo de analista, 80% da prova é Direito. Além disso, apenas Português e Informática.

      Excluir
    2. Eduardo, boa noite,queria uma opinião: Tô na dúvida se foco p MPU ou AGU? Dá p estudar p os dois?

      Excluir
  7. Muito obrigado pelas dicas Eduardo!

    ResponderExcluir
  8. Há algum post (não encontrei) comparando a preparação para cada uma dessas carreiras? Sabemos que as disciplinas são cobradas de formas diferentes em cada uma delas.

    ResponderExcluir
  9. Vou compartilhar Eduardo! E muito obrigado por esse tipo de mensagem, meu deu o maior gás! Valew mesmo e volte sempre com boas vibrações como essa!

    ResponderExcluir
  10. Eduardo, você falou que, historicamente, são aprovados em torno de 600 candidatos para a PGF, com nomeação de todos. Mas e a cláusula de barreira? Soube que, no último concurso, ela constava inicialmente do edital, mas acabou sendo derrubada. A AGU, por exemplo, no concurso de 2015, só permitiu que fossem para a prova oral os que estivessem até a 255ª posição na listagem geral. Você acha que algo semelhante não se repetirá no próximo concurso da PGF?

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!