Quem passa por aqui, PASSA!

AULAS COM O PROF. EDUARDO GONÇALVES

MÉTODOERG - PRÉ-INSCRIÇÃO PARA A TURMA 03

CLIQUE AQUI ENTRA NA FILA DE ESPERA O QUE É O CURSO?  Após anos de aprendizado teórico e prático, lançamos o projeto piloto onde repass...

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO e @MEUORGANIZADO.

ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM CLICANDO AQUI.

PARTICIPEM DO NOSSO FÓRUM DE DISCUSSÕES.

LEIAM NOSSO "MANUAL DO CONCURSEIRO"

LAXISMO PENAL, JÁ OUVIU FALAR? JÁ CAIU EM PROVA ORAL

Olá meus caros, 

O blog está sempre antenado com temas que viram e mexem estão ou voltam em voga, por isso já acertamos várias questões de segunda fase. 

Após a soltura do narcotraficante Andre do Rap (o que você pensa sobre? Deixe nos comentários), o termo que voltou a moda foi LAXISMO PENAL, já ouviram falar? 

E acreditam: já caiu em prova oral. Imaginem se fosse na de vocês antes de ler essa postagem. 

Pois bem, os professores Ricardo Dip e Volney Correa Leite de Moraes Junior conceituam laxismo penal como sendo a tendência em se propor soluções absolutórias mesmo quando essas mesmas evidências presentes no processo apontem em direção oposta, ou a aplicação de punições benevolentes, desproporcionada à gravidade e circunstâncias do fato e à periculosidade do agente, sob o pretexto de que o agente seja vítima do esgarçamento do tecido social ou de relações familiares deterioradas, sujeitando-se à reprimenda simbólica ao desconsiderar o livre-arbítrio na etiologia do fenômeno trangressivo(In Crime e castigo. 2002, p. 16).

A doutrina cita como exemplo do laxismo penal o privilégio no tráfico de drogas, que deixa de ser crime hediondo, e supostamente incentivaria que pessoas primárias e de bons antecedentes ingressassem na atividade criminosa. 

Certo amigos?

Gostaram? 

0 comentários:

Postar um comentário

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO E @MEUORGANIZADO. ALÉM DISSO, ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM.

NÃO DEIXE DE LER!