Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES e @MEUESQUEMATIZADO PARA DICAS, SORTEIOS, LIVES, NOTÍCIAS E MUITO MAIS

MENSAGEM DE APROVADO + DICA RÁPIDA DE DIREITO CIVIL

Olá meus amigos, bom dia a todos. 

Eduardo quem escreve e para começar trago a vocês um relato breve de um futuro colega do MPF que foi aprovado no atual concurso. 

Use essa mensagem como incentivo para continuar. Veja que é possível e o importante é não desistir e acreditar que seu esforço vai sim ser recompensado. 

Desejo muito sucesso ao Roberto Lucht no MPF e muitos parabéns pela brilhante aprovação no concurso mais difícil do país. Vamos a mensagem do Robert para vocês:

“Mais de 40 anos de idade, família, dois filhos (maravilhosos) pra criar, trabalho de 40 horas por semana e, ainda assim, uma vontade enorme de trilhar outro rumo. Solução: estudar à noite, feriados e quando der. Sem pressa. Às vezes, achamos que o tempo é inimigo. Ao contrário. Demos tempo ao tempo. Nada de imediatismos. O importante é um pouco de leitura todo dia. Com paciência e persistência. Não há segredos. Não há mistério. Só força de vontade e tempo. E agora, após 6 anos de estudo, consegui passar no MPF. 
Não foi fácil. Vontade de desistir? Todos os dias, sem exceção. Aí, pensava: calma, estude um pouco hoje. Amanhã, a gente vê. E assim foi. Dia a dia. Por 6 anos.
Valeu a pena. Sonhem e persistam. Sucesso a todos aos que queiram ir mais longe, Robert." 

Feito isso, DICA RÁPIDA DE HOJE: Sabem o que é o princípio da gravitação jurídica? 

Imagine se isso caísse na sua prova oral, você saberia responder? 

Antes de responder digo a vocês: atualmente é muito importante que o aluno conheça um instituto por diversos nomes, pois as provas estão cobrando sinônimos para confundir e testar os candidatos. 

As vezes o aluno sabe o que está sendo perguntado, mas o conhece por outro nome, por isso: saibam um instituto por vários nomes (quando ele for conhecido por vários, óbvio). 

Vejam essa questão CESPE sobre gravitação jurídica:
“Pelo princípio da gravitação jurídica, a propriedade dos bens acessórios segue a sorte do bem principal, podendo, entretanto, haver disposição em contrário pela vontade da lei ou das partes”. 

A resposta está correta, então gravitação jurídica, em direito civil, é o princípio pelo qual o acessório segue o principal, simples assim.

Certo amigos? 

Gostaram da mensagem do Robert? E da dica rápida? 

Eduardo, em 6/12/18
No Insta @eduardorgoncalves

3 comentários:

  1. Suas dicas são ótimas!! Parabéns pelo trabalho!!!

    ResponderExcluir
  2. Mensagem revigorante!

    Falando nisso: concluído o atual CPR, quais as expectativas para o 30º?

    ResponderExcluir
  3. Grande Robert! Parceiro de curso e de vários treinos para a prova oral... sempre disposto a ajudar, com uma amabilidade incrível. Merece demais todo esse sucesso!

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES e @MEUESQUEMATIZADO