Quem passa por aqui, PASSA!

AULAS COM O PROF. EDUARDO GONÇALVES

MÉTODOERG - PRÉ-INSCRIÇÃO PARA A TURMA 03

CLIQUE AQUI ENTRA NA FILA DE ESPERA O QUE É O CURSO?  Após anos de aprendizado teórico e prático, lançamos o projeto piloto onde repass...

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO e @MEUORGANIZADO.

ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM CLICANDO AQUI.

PARTICIPEM DO NOSSO FÓRUM DE DISCUSSÕES.

LEIAM NOSSO "MANUAL DO CONCURSEIRO"

ESTUDO CONCILIADO: MAGISTRATURA FEDERAL E MAGISTRATURA ESTADUAL. É POSSÍVEL?

OLÁ MEUS AMIGOS DO SITE, bom dia de domingo a todos.

Eduardo quem escreve com uma postagem especial de domingo. 

Hoje vou tratar de uma dúvida muito grande de vocês: É POSSÍVEL CONCILIAR O ESTUDO PARA A MAGISTRATURA ESTADUAL E FEDERAL? 

Pois bem, analisemos a seguinte tabela:


MATÉRIAS– JUIZ ESTADUAL
MATÉRIAS – JUIZ FEDERAL
DIREITO CIVIL – estudar tudo, desde parte geral até família e sucessões.
DIREITO CIVIL – basta o estudo até direitos reais. Dispensado o estudo de família e sucessões.
DIREITO PROCESSUAL CIVIL – cobrança muito parecida. Toda a matéria
DIREITO PROCESSUAL CIVIL -  cobrança muito parecida. Toda a matéria com um aprofundamento maior em Fazenda Pública em Juízo e Processo Judicial Tributário/Previdenciário.
DIREITO PENAL – cobrança muito parecida, divergindo apenas no direcionamento da parte especial.
DIREITO PENAL – cobrança muito parecida, divergindo apenas no direcionamento da parte especial onde deve ser priorizado crimes federais.
DIREITO PROCESSUAL PENAL – cobrança praticamente idêntica, salvo em tema de Júri (que aqui é prioridade).
DIREITO PROCESSUAL PENAL – cobrança praticamente idêntica, salvo em tema de Júri (que aqui não é prioridade).
LEGISLAÇÃO PENAL ESPECIAL – cobrança aprofundada. Diferença quanto as leis a serem priorizadas.
LEGISLAÇÃO PENAL ESPECIAL – cobrança aprofundada. Diferença quanto as leis a serem priorizadas.
DIREITO CONSTITUCIONAL – cobrança praticamente idêntica.
DIREITO CONSTITUCIONAL – cobrança praticamente idêntica.
DIREITO ADMINISTRATIVO – cobrança praticamente idêntica.
DIREITO ADMINISTRATIVO – cobrança praticamente idêntica.
DIREITO AMBIENTAL – cobrança praticamente idêntica, mas um pouco mais aprofundado na Magistratura Federal.
DIREITO AMBIENTAL – cobrança praticamente idêntica, mas um pouco mais aprofundado na Magistratura Federal.
DIREITO DO CONSUMIDOR- cobrança muito parecida, aprofundando-se mais para a Magistratura Estadual.
DIREITO DO CONSUMIDOR- cobrança muito parecida, aprofundando-se mais para a Magistratura Estadual.
DIREITO EMPRESARIAL – cobrança aprofundada.
DIREITO EMPRESARIAL – cobrança aprofundada. A diferença é o enfoque. Aqui estuda-se propriedade industrial, por exemplo. Mas as diferenças não são grandes.
DIREITO TRIBUTÁRIO – a parte geral tem a mesma cobrança. Mudam-se os tributos em espécie.
DIREITO TRIBUTÁRIO – a parte geral tem a mesma cobrança. Mudam-se os tributos em espécie. Aqui é exigido o estudo dos Tributos Federais (inclusive contribuições para segunda fase).
DIREITO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE – cobrança aprofundada.
DIREITO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE – não é cobrado.  
DIREITO ELEITORAL – cobrança via de regra superficial (na maioria dos Estados), mas o aluno deve estudar.
DIREITO ELEITORAL – não é cobrado.
DIREITO PREVIDENCIÁRIO – não é cobrado.  
DIREITO PREVIDENCIÁRIO – cobrança rigorosíssima.
DIREITO ECONÔMICO – cobra-se apenas o básico em direito constitucional. Quando muito também algo de defesa da concorrência. Noções bem básicas.  
DIREITO ECONÔMICO – cobrança com certo grau de profundidade em todos os temas.
DIREITO FINANCEIRO – não se cobra nada além do regramento constitucional (que cai com raridade, inclusive).
DIREITO FINANCEIRO – cobrança aprofundada.
DIREITO INTERNACIONAL – não cobrado.
DIREITO INTERNACIONAL – cobrada. São questões fáceis, mas que demandam estudo de uma obra relativamente grande.


Então meus amigos, qual a diferença? O ENFOQUE em algumas matérias básicas, como PENAL e EMPRESARIAL, e a cobrança de ALGUMAS disciplinas em um edital e não em outro. 

É POSSÍVEL CONCILIAR? R= sim, é sim, pois as bases são as mesmas ao menos até DIREITO TRIBUTÁRIO. 

Terminada a base comum, aí entendo adequado que o aluno ESCOLHA SEU CONCURSO, se FEDERAL ou ESTADUAL, pois as matérias mudam radicalmente daí em diante. 

Se você escolhe a Magis Federal, por exemplo, não precisará fazer direito de família e sucessões, colocando no lugar direito previdenciário, por exemplo. 

Assim, ao focar em uma área vocês acabam por reduzir o caminho até a aprovação, pois diminuí a quantidade de matérias a serem estudadas e revisadas, ou seja, vocês ganham tempo de preparação e passam mais rápido. 

EDUARDO, ainda não sei o que quero da vida (Magis federal ou estadual)? R= se está na dúvida, vem para o Ministério Público que você não se arrependerá. Atuar ativamente no processo é muito mais legal. rsrsrs. Brincadeiras amigos, ambas as carreiras são gratificantes por igual e possuem o mesma envergadura constitucional. 

Mas falando sério, se está na dúvida faça o que é comum (vocês vão gastar pelo menos 1 ano e meio nas matérias comuns). Terminada a base comum, aí não tem jeito: ESCOLHA A ÁREA. 

O QUE É MAIS DIFÍCIL? R= Magis Federal, pois é muito menor o número de concursos e de aprovados. MAGIS ESTADUAL tem todo ano e em vários Estados, o que obviamente reflete no nível das provas. 

COMO ESCOLHER? R= Aptidão principalmente. Veja as matérias de sua predileção e com o que gostaria de trabalhar. Se gosta de previdenciário ou tributário, venha para a federal. Se gosta de criança e adolescente, família, sucessões vá para a Magistratura Estadual. 

QUEM TEM A MELHOR ESTRUTURA DE TRABALHO? R- No geral, a Magistratura Federal, com certeza. 

E O MELHOR SALÁRIO? R= Como muitos Estados não respeitam o teto, nesses casos os juízes estaduais ganharão mais. Na seara federal o teto é respeitado. 

Eis as considerações. Boa sorte na escolha de vocês. 

Bom domingo a todos.

Eduardo, em 09/07/2017
No instagram: @eduardorgoncalves


7 comentários:

  1. Excelente matéria. Tenho uma dúvida se dar para conciliar o estudo para Advogado da União e Procuradorias. Se vocês pudessem fazer um publicação eu agradeceria. :)

    ResponderExcluir
  2. O quadro de juiz federal ficou cortado

    ResponderExcluir
  3. seria interessante umas postagem sobre AGU x PGE, Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Fala que dá para conciliar, mas depois dala para escolher uma só, bastante contraditório esse texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que se referia aos estudos base, depois vc escolhe e foca nas matérias principais.

      Excluir
  5. Adorei, muito obrigada! Vc deu uma luz pra minha vida. Deus te abençoe!!!

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO E @MEUORGANIZADO. ALÉM DISSO, ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM.

NÃO DEIXE DE LER!