DICAS PONTUAIS PARA SUA APROVAÇÃO

INSPIRE-SE, TIRE A PALAVRA IMPOSSÍVEL DE SEU VOCABULÁRIO - DEPOIMENTO DE APROVADO - GABRIEL CARNEIRO DE LIMA - PGM/SALVADOR

Olá queridos, bom dia/tarde/noite/madrugada, 
Hoje publico um depoimento excepcional do amigo Gabriel, aprovado recentemente na PGM-Salvador e aguardando o resultado da discursiva da AGU.
É uma honra compartilhar a história do Gabriel, fico muito feliz que ele escreveu esse texto para nós. 
Aproveito o ensejo para parabenizá-lo pela conquista da PGM-Salvador, e dizer que estou aqui na torcida para que passe também para AU (não tenho dúvidas de que vai). 
Sucesso Gabriel. Vamos ao texto: 
Primeiramente tire a palavra impossível do seu vocabulário e nunca diga que é incapaz de passar em um concurso de grande porte, que sempre sonhou com ele. Se você não está disposto a realizar esses passos, esse texto não foi escrito para você. Agora se você está disposto a enfrentar qualquer tipo de dificuldades e realizar seus sonhos, a leitura pode ser inspiradora.

Meu nome é Gabriel Lima e me formei em Direito na turma de 2011.2. Mesmo na faculdade, já tinha logrado aprovações e assumido 2 cargos públicos: o de ATA do Ministério da Fazenda (2009) e o de Técnico Judiciário do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (2008, sendo nomeado em 2010). Então minha experiência nesse mundo começou desde cedo e com sucesso. Porém passar em um grande concurso exige um foco específico, além de uma preparação totalmente direcionada, algo que não busquei logo que me formei, pois de certa forma eu me achava autossuficiente. Portanto, não tive sucesso nos concursos que apareceram em 2012 (AGU e PFN). Isso sem dúvidas me deixou triste, pois achava que a aprovação iria logo chegar.
Após refletir (e muito) sobre o que estava dando errado nos meus estudos, resolvi reinventar minha forma de estudar. Me matriculei em um curso telepresencial diário, ia para todas as aulas, fazia caderno, revisava todas elas diariamente. Nesse mesmo tempo, comecei a fazer rodadas objetivas semanais, o que me familiarizou com o estilo de prova e me "ensinou" uma forma de acompanhar os informativos. Também trocar informações com pessoas que obtiveram êxito é fundamental para o sucesso, pois elas passam dicas valiosas.
Posteriormente comecei um programa de Coaching que até hoje me ajuda e muito.  Sim, eu acho fundamental a ajuda de pessoas que já passaram por esta etapa e sabem quais os melhores caminhos. Uma observação importantíssima: qualquer coaching é construído pelos dois lados, então se você não estiver disposto a falar, escutar e seguir fielmente as orientações não adianta embarcar em um programa nesse estilo. Ser verdadeiro é fundamental. Melhor dizer que não conseguiu cumprir um cronograma do que favorecer um diagnóstico errado. O Coach lhe guia pelos melhores caminhos através da elaboração do cronograma semanal de acordo com a sua rotina e suas necessidades, indicações bibliográficas, indicações de materiais, forma de estudos, acompanhamento do cumprimento de metas, entre outras coisas. 
No primeiro ciclo (assim gosto de denominar) serve para você se familiarizar com a doutrina e resumos. Nesse período, no início dos estudos, a doutrina ganha um especial peso, pois você tem tempo e criará uma base sólida. Porém, sem esquecer da  jurisprudência (informativos- ferramentas úteis para ajudar, posso abordar em outra oportunidade), leitura de lei seca e muitas questões. A leitura de lei seca deve se tornar uma coisa rotineira e obsessiva, não para decorar, mas para compreender o espírito das mesmas. Acreditem se quiser: várias questões de seu concurso as respostas estarão na letra fria da lei. É sempre bom ler e revisar as leis sobre o assunto que você está estudando. Não canse de repetir. Assim também é com a prática de questões. Resolva, mas resolva muitas sem medo de errar. Você tem que errar e aprender com seus erros estudando em casa e isso só acontece quando treinamos muitas questões da banca que possivelmente irá fazer seu concurso. Você aprende como a banca cobra, quais assuntos são exigidos e de qual maneira eles são cobrados. Além disso, várias questões são semelhantes, por isso quanto maior for o treino, maiores suas chances. Separe um período do seu dia de estudos para só resolver questões e se possível um período maior no fim de semana só para fazer baterias de exercícios além de revisar.
No segundo ciclo, já próximo e quando o edital é lançado eu já tinha uma boa base doutrinária, pois certos assuntos já tinha visto e revisto várias vezes. Então, é hora de focar mais na jurisprudência, questões e principalmente lei seca. Súmulas (principalmente as mais recentes) também são primordiais para o seu sucesso. Doutrina deixe para ver matérias menores que não deu tempo de ver. Além do mais, essas matérias menores (tipo econômico e financeiro) a incidência de questões extraídas de lei e da CF/88 é enorme. Porém princípios doutrinários também podem vir na prova, então cuidado para não ser pego de surpresa. As leis mais recentes, com certeza serão cobradas, como jurisprudência recente também. Várias dessas questões caíram na minha prova e minha experiência foi fundamental. No meu último mês antes da prova objetiva, no qual tirei 30 dias de férias (sim, é preciso fazer sacrifícios para passar em um grande concurso), meu único livro praticamente foi o Vade Mecum, fora alguns resumos que já tinha e muita jurisprudência. Realmente, essa receita deu certo nas provas objetivas tanto da AGU, como da PGM Salvador. 
Algo importantíssimo na preparação para provas objetivas: façam todos os simulados que tiver. De várias fontes. Treinem o tempo, veja o que precisa melhorar, estude o que errou. Você aprende lendo as justificativas. Não despreze 1 simulado sequer, pois questões que você resolver estarão na sua prova. Faça todos sem receio de está perdendo tempo. Tempo se arranja e simulados tem que ser sua prioridade essencial. Essa receita funcionou não só para mim, como para vários amigos que conheço e funcionará para você.
Aspecto fundamental para a prova objetiva e também subjetiva: foco total e renúncia também. Eu passei praticamente 6 meses sem sair de casa para atividades de lazer. Renunciei momentos familiares, férias para estudar, feriados, praia e até o recesso de final de ano. Sim, você tem que renunciar e focar e depois você irá colher. Se você quer realmente passar, tem que abrir mão de alguns momentos de lazer por determinado período de tempo. Também você tem que analisar o que tira seu foco dos seus estudos. Quando o edital estava para sair, tomei a decisão de me afastar totalmente de determinada Rede Social por um tempo. É uma decisão que olhando para trás tomaria novamente sem nenhuma dúvida.
Vá para a Objetiva confiante, otimista e bastante concentrado como eu fiz. Vá tranquilo como eu fui e deu certo. Apesar de ter limitações motoras, ser pessoa com necessidades especiais nada me impediu de ir atrás do meu sonho. Além de tudo trabalhar 7 horas por dia não foi um obstáculo e sim um estímulo. Tinha que otimizar o  máximo o meu tempo. Acordava cedo, estudava entre 2 horas e meia e três horas na parte da manhã, trabalhava 7 horas (das 11 às 18 horas) e estudava entre 3 e 3 horas e meia na parte da noite. Sendo que sempre nos finais de semana aproveitava para intensificar ainda mais. Nada é impossível quando se quer e tem fé, nada pode ser obstáculo para os seus sonhos. Já lutei bastante para ser o que sou hoje. Só para vocês terem uma ideia a partir dos 9 meses de idade precisei fazer fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, natação, dentre outras atividades. No começo essa rotina tomava 4 tardes por semana. Detalhe: viajava 50 km para ir e 50 km para voltar para casa na realização dessas atividades. Depois diminuiu. Digo isso apenas para mostrar que nada pode impedir os seus sonhos! Seja otimista, é vencendo dia após dia que se ganha uma batalha!
Passei bem na 1ª fase da AGU, e na semana seguinte tinha prova objetiva da PGM Salvador. Realmente não estava muito confiante, pois eram estilos de provas diferentes (AGU- Certo ou Errado e PGM- Múltipla Escolha), além de cair matérias diferentes que não estava estudando. Mesmo assim, na semana peguei algumas leis municipais que julguei relevantes. Li e reli algumas delas. Revisei algumas partes da CF. Essa leitura na semana me rendeu bons pontos, e fui aprovado para a 2ª fase, apesar da prova ser extensa e difícil. Foco e maturidade é essencial nessas horas. Muita calma também.
Então lá estou eu: aprovado para 2 provas discursivas. Como estudar? E agora? Por onde começar? Sim, essas perguntas passaram pela minha cabeça. Fui bem orientado pelo Coach e por amigos que passaram por essa experiência e decidi: vou treinar o máximo que puder. Fiz diversos cursos de  provas discursivas e não me arrependo: um complementa o outro. Você só tem a ganhar. Por dia fazia no mínimo 2 questões subjetivas ou 1 questão e uma peça, quando não era mais. Isso me deu segurança, confiança e me fez dominar o conteúdo. Além disso, você aprende como o examinador cobra nessas provas. Você pode perguntar: Gabriel, fazer questões tomava muito tempo? E tempo para o estudo? Realmente, fazer questões toma tempo, mas é o principal que você tem que fazer na sua preparação. Se familiarizar, treinar o tempo, as linhas, como se posicionar. Isso tudo, só o treino observando as correções individualizadas. A análise das mesmas é fundamental para o seu aprimoramento. Se familiarizar com os códigos específicos também é fundamental. Escolha os que julgarem melhores para você, observe se eles tem um bom índice remissivo (fundamental), peça orientação na escolha.  Nessa etapa não economize, arrisque tudo. Pois nem, lá vou eu para a 2ª fase da PGM, bem preparado, tranquilo, porém achando que não estava suficiente preparado. Ainda no aeroporto de Recife, um de meus melhores amigos vira pra mim e diz: Gabriel, você vai passar e bem. Essa força da amizade também impulsiona. No outro dia fui fazer a prova: como de costume sempre chego cedo, para me familiarizar com o local, fazer minhas orações, evitar a pressa, etc. Começo a prova. Para minha surpresa estava muito boa, tinha conhecimentos suficientes. Tenho direito a atendimento especial, dentre eles 1 hora a mais. Então acabei a prova às 14:15 para retornar às 15:00. Um amigo, o mesmo do aeroporto, não mediu esforços e foi comigo numa lanchonete próximo ao local de prova para me ajudar a comprar e trazer o meu lanche. Acabei de comer, e já era hora de retornar para mais 5 horas de prova. Começava a acreditar que era possível. 
Recebo a 2ª prova, um pouco mais difícil, mas não impossível. Analiso com calma todas as questões e começo. Você se depara com poucas dúvidas na prova discursiva, mas respire e releia. Pense com tranquilidade. Use seus códigos, pois muitas respostas podem estar na lei. Cite leis, entendimentos jurisprudenciais, entre outros. E fiz minha prova. Usei o índice de um dos códigos. Usei a legislação. Fiz como havia treinado, conforme as orientações. Saio confiante, mas um pouco receoso do resultado. Chega o dia do resultado e recebo a notícia: sou aprovado em 1º lugar dos PNEs na PGM Salvador antes dos títulos e recursos. Só tenho o que agradecer a Deus, a toda minha família, a todos os amigos e professores que me auxiliaram nessa empreitada. Se Deus quiser terei uma carreira de sucesso e quero ajudar outras pessoas a conquistarem seus objetivos que é passar em um concurso público. Muito obrigado ao amigo Eduardo Gonçalves pela oportunidade de expor minha experiência para que sirva de exemplo para outras pessoas. A sensação de passar é indescritível. Acredite sim, é possível! Eu confio nisso, e você , acredita que é possível passar no concurso dos seus sonhos? 
GABRIEL CARNEIRO DE LIMA
Reitero os agradecimentos e felicitações ao Gabriel. Sucesso meu amigo. 
Eduardo em 12/02/2016

8 comentários:

  1. Ótimo depoimento, Parabéns Gabriel!

    ResponderExcluir
  2. Depoimento lindo e inspirador! Parabéns, Gabriel! Deus te abençoe ainda mais!

    ResponderExcluir
  3. Incrível esse depoimento. Parabéns por ser essa pessoa persistente e dedicada. E, obrigada, por compartilhar conosco a sua experiência.

    ResponderExcluir
  4. Eduardo,
    Faz um post sobre família e estudos?

    ResponderExcluir
  5. Tem muita gente que ainda acha que a vida de concurseiro PNE é moleza... parabéns chará! depoimento inspirador!

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o depoimento e parabéns pela aprovação.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Gabriel me emocionei muito lendo seu depoimento.

    ResponderExcluir
  8. Belo depoimento! Muito bom conhecer as histórias daqueles que venceram!

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!