Quem passa por aqui, PASSA!

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO e @MEUORGANIZADO.

ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM CLICANDO AQUI.

PARTICIPEM DO NOSSO FÓRUM DE DISCUSSÕES.

LEIAM NOSSO "MANUAL DO CONCURSEIRO"

CURSO ONLINE

CURSO MÉTODO EDUARDO GONÇALVES - METODOERG VÍDEO AULAS + LIVES

O QUE É O CURSO?  Após anos de aprendizado teórico e prático, lançamos o projeto piloto onde repassaremos a nossos alunos tudo que aprend...

SIMULADO GRATUITO

MEU PRIMEIRO ERRO EM CONCURSO E O QUE APRENDI.


Se tem uma coisa que é certa nessa estrada de certames públicos é o erro. Isso porque é durante a nossa própria preparação que APRENDEMOS efetivamente a estudar para concursos. E como todo novo processo de aprendizagem, este também vem COM e POR MEIO de erros.

A primeira grande sacada, então, é: você tem que aceitar que vai errar e que, eventualmente, vai dar errado.

Olá amigos, bom dia. 

O texto de hoje é uma lição do professor Alexandre Guimarães, no instagram @mpf.guimaraes , dedicado a concurseiros em geral e especialmente a quem estuda para o MPF. 

Vamos ao texto: 

Mas aí vem a segunda grande sacada: não é porque os erros são normais na trajetória concurseira, que você não vai se preocupar com eles.

Quero dizer, com isso, que não importa se você cometeu erros e se deu errado, O QUE IMPORTA É O QUE VOCÊ FEZ, A PARTIR DOS ERROS QUE COMETEU, PARA FAZER DAR CERTO.

E aí eu posso citar pra vocês um exemplo do meu primeiro concurso público, em 2010, para o cargo nível médio de Comissário da Infância e da Juventude do TJMG.
Eu ainda estava na faculdade, e fiquei empolgado com uma prova de nível médio que, de 60 questões, cobraria 42 de temática jurídica, sobrando “apenas” 18 de Português.

Fiquei tão empolgado com o Direito, estudei com tanto afinco o conteúdo programático, que deixei de lado o estudo de Português, por achar que os meus conhecimentos de ensino básico seriam mais do que suficientes pra fazer a prova (que, afinal, era de ensino médio, não podia ser tão difícil...).

Saí da prova confiante, mas tão logo recebi o resultado, fiquei decepcionado: 452ª colocação. O sentimento momentâneo foi de total FRUSTRAÇÃO! Errei apenas 3 questões de Direito e 7 de Português. Ou seja: perdi, portanto, para a matéria que subestimei, julgando ser fácil.

Mas foi a partir daí que, com RESILIÊNCIA, comecei a entender as REGRAS DO JOGO. Foi o ERRO que me deu o “start” para adotar as medidas que eram necessárias para, enfim, eu começar a acertar. E isso foi FUNDAMENTAL para as aprovações que vieram posteriormente.

No meu primeiro concurso, eu aprendi uma coisa: JAMAIS IGNORAR UMA MATÉRIA, mesmo que ela tenha menos questões ou seja, teoricamente, mais fácil do que as demais.

Por isso, garanto a vocês: se desejam os acertos, estejam preparados para os erros, e, principalmente, para corrigi-los, afinal, NÃO CORRIGIR NOSSAS FALHAS É O MESMO QUE COMETER NOVOS ERROS.

Em 31/01/2020. 

Sigam no instagram @mpf.guimaraes e @eduardorgoncalves

0 comentários:

Postar um comentário

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO E @MEUORGANIZADO. ALÉM DISSO, ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM.

NÃO DEIXE DE LER!