Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

PÓS-PROVA DO MPF - MENSAGEM AOS ALUNOS

Olá meus amigos, bom dia. 

Inicialmente gostaria de deixar uma mensagem a todos que fizeram a prova do MPF: MAL OU BEM, tire alguns dias de descanso. Sugiro uma semana ou até que o gabarito seja publicado. Dê-se um tempo nos estudos, reflita sobre o que tem estudado nos últimos tempos e sobre seus objetivos.

Não pire antes do gabarito ser publicado. Não se desespere (querendo estudar loucamente para a segunda fase, ou de medo achando que foi mal) antes de o gabarito ser publicado. Tire dias para descansar ou no máximo para debater sobre as questões. 

Não coloque na sua cabeça que você não passou antes de ver seu desempenho! Pensamento positivo, achando que deu certo e em pouco dias você começará o estudo para segunda fase. 

O Olho na Vaga não é confiável. Já coloquei notas lá em que eu sequer ingressaria na segunda fase, e no final estava lá entre os primeiros. Olho na Vaga somente depois do gabarito, antes do gabarito furada e só gera desespero entre vocês, desespero esse desnecessário nesse momento.

Quando a prova for divulgada, faremos alguns comentários, por isso, se possível, gostaria que lançassem as principais dúvidas NOS COMENTÁRIOS, para que possamos selecionar as principais questões para comentar. 

Felicito a todos por terem feito a prova de forma serena e séria na data de hoje. Vocês são guerreiros só de ter chegado até aqui... A luta continua nas próximas fases. 

Uma prova é só uma prova. Um desafio é só um desafio. O importante é vocês estarem bem consigo mesmo e com a consciência de que fizerem o melhor. Se for a sua hora, você estará aprovado!

Bom domingo a todos. 

Eduardo, 12/03/2017

19 comentários:

  1. Eduardo,
    Você sempre bem ponderado nas palavras. Gostei dos conselhos

    ResponderExcluir
  2. A prova foi muito pesada em direito internacional e humanos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como foi.... acho que fiquei uma hora só nessas questões

      Excluir
  3. Nossa, acalmou meu coração. Obrigada mesmo. Muito bom saber que esses sentimentos pós-prova não são exclusivos meus. Vou seguir seu conselho e me dar uns bons dias de descanso. Aliás, voltar a viver...

    ResponderExcluir
  4. Edu, que prova difícil, pelo menos pra mim. Sai muito cansada, frustrada, as últimas questões foram longas, as questões sobre as convenções... j me preparando pra o 30•

    ResponderExcluir
  5. Prova fácil.. gabaritei!

    ResponderExcluir
  6. Excelente texto. A melhor dica, sem dúvida, é não confiar no "olho na vaga" antes de sair o gabarito oficial. Deve ser por essa razão que o autor negritou o texto. Sigamos confiantes!

    ResponderExcluir
  7. Muito bom ler isso! Aproveito para dizer que várias postagens do site caíram na prova e ajudaram demais...Obrigada! Achei a prova bastante pesada, como de costume, porém tive a impressão que destoou um pouco das outras, posso estar errada...
    Senti falta de casos internacionais...
    Penal e processo penal parece ter sido o calcanhar de aquiles da maioria.

    Enfim...aguardar o gabarito, que está previsto para o dia 27, apenas =(

    ResponderExcluir
  8. Eduardo, excelente seu texto. Só uma dúvida, vc falou do olho na vaga que só é confiável após a divulgação do gabarito pois já colocou notas suas la que mostravam vc fora da segunda fase, mas isso aconteceu mais de uma vez q colocou o gabarito la?! Pq só coloquei em concursos pra analista e técnico antes do gabarito la e até que foram bem perto das oficiais após o definitivo, mas nunca pra concurso da carreira.

    ResponderExcluir
  9. Jurisprudência da Corte Interamericana não caiu praticamente nada (uma ou duas assertivas).

    ResponderExcluir
  10. Estava esperando uma jurisprudência mais recente da Corte Interamericana de DH, e não caiu nada de 2016... Até o manjado Artavia Murillo vs. Costa Rica caiu, apesar de não ter sido citado o nome do caso.

    ResponderExcluir
  11. Ótimas palavras. Tua ponderação nos ajuda nesse momento de ansiedade antes do resultado.

    ResponderExcluir
  12. A prova de dir internacional não se respondia para quem estudou, como eu, pelo Portela. Muito não contemplado na obra. Constitucional e dir civil profundamente dependente da jurisprudência. A revisão do dizer o direito foi fundamental. No geral, parece que a prova de penal e proc penal foi difícil para todos (isso é bom ou ruim?). Eduardo, numa prova como esta de 120 questões, há um número estratégico de questões para a marcação da letra e (não sei)? Marquei 13 vezes, mas, por falta de experiência, não sei se fiz bem ou mal com isso.

    ResponderExcluir
  13. Valeu, Edu!! Mais uma vez seu site bateu algumas questões, como, p.ex. enunciados da 2a CCR (publicação do site de junho).
    Obrigado pelo auxílio!!!

    ResponderExcluir
  14. vc é de ouro, simplesmente merece todo respeito pela sua humanidade em ajudar até mesmo no dia da prova com palavras maravilhosas!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  15. Olá Olá.
    Bem que queria tirar uns dias de folga Eduardo. Mas nesse proximo fds tenho outro concurso.
    To num verdadeiro tour.
    Semana q vem tenho Camara Municipal de Santa Helena; ai folga; TJPR e Defensoria :o
    Haja cabeça...kkkkk
    Abraço a todos

    André Lucas Cardoso

    ResponderExcluir
  16. Eduardo, acompanhar o seu blog foi fundamental para eu me sentir familiarizada com a prova. Pensei que fosse encontrar um "bicho-papão", mas as dicas de leitura e as postagens aqui do blog foram certeiras. Mas não estava preparada para uma prova tão longa.. Não consegui terminá-la.. Agora é corrigir os erros de estratégia e estudar para o próximo.. Que Deus o abençoe grandemente, você e todos aqui do site..

    ResponderExcluir
  17. Bacana seu texto. Realmente a prova foi massacrante. Mas juiz federal do TRF2 está aí, infelizmente, os dias de descanso não serão dessa vez. Uma luz sobre os erros e acertos dessa prova, no que coincidentes os escopos, seria de grande auxílio, mas... gabarito apenas dia 27. :( Vamos que vamos. Obrigada pelas palavras.

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!