Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

COMO FUNCIONA A PONTUAÇÃO NA PROVA DO MPF (EXPLICANDO A REGRA DE DESCONTOS)

Olá meus amigos, bom dia..

De ontem para hoje recebi um milhão de perguntas, mas a que se destacou foi a seguinte: EDU, como computo os acertos e erro no MPF. 

Pois bem, já escrevi sobre o tema, e disse  seguinte (POSTAGEM ORIGINAL, AQUI):

Bom dia queridos alunos do site, 

Hoje vou explicar a vocês como funciona o sistema de pontuação da prova objetiva do MPF. Muitos não entenderam, muitos entenderam errado, por isso a postagem de hoje. 

Vamos ao que diz a resolução:

Art. 37 - Haverá uma prova escrita objetiva, com duração de 5 (cinco) horas, com 120 (cento e vinte) questões de pronta resposta, divididas em 4 (quatro) partes, com 30 (trinta) questões cada, correspondendo cada parte a um dos grupos de disciplinas.
§ 1o - Cada questão terá 4 (quatro) alternativas de resposta, a que se acrescentará, exclusivamente na folha de respostas, uma quinta alternativa, destinada à manifestação do(a) candidato(a), necessária e obrigatória, de que desconhece a alternativa correta. Não assinalada a quinta alternativa, a questão deixada sem resposta ou marcada com mais de uma opção - incluindo ou não a quinta alternativa - equivalerá à questão com resposta errada para o fim do desconto previsto no parágrafo seguinte.
§ 2o - Na correção da prova objetiva, as questões terão o mesmo valor, descontando-se o valor de uma resposta certa para cada conjunto de 4 (quatro) respostas erradas, em cada parte da prova.

Portanto, toda a pontuação é por grupos, de forma que os erros de um grupo não são computados no outro. 

A prova é composta por 4 grupos de 30 questões cada, devendo o aluno, para ser aprovado, ter média final em 50% em cada um dos grupos. 

As questões são todas de múltiplas escolhas, mas com 4 alternativas. Ocorre que, no gabarito, haverá o item 'e' para ser assinalado caso o candidato não saiba a resposta e a deseje deixar em branco (sem chutar). Esse item 'e' não consta do caderno, mas consta do gabarito, podendo ser assinalado. 

A regra de descontos funciona assim: a cada 4 erros no grupo, desconta-se uma questão certa. Assim, se, por exemplo, o candidato assinala todas as questões, e acerta 18 e erra 12. Como a cada grupo de 4, desconta-se um acerto, temos que o candidato perdeu 3 questões em virtude dos erros, de forma que sua nota líquida para fins de aprovação foi 15 (18 acertos - 3 pontos dos erros), ou seja, 50,00% do grupo, estando o candidato aprovado!

Agora imagine-se o seguinte. O candidato teve 17 acertos, 13 erros. Seu desconto será de 3 questões, pois o candidato errou 3 grupos de 4 questões. Para que houvesse mais um desconto o candidato deveria ter errado 16 questões, quando teria o desconto 4. 

Vamos a seguinte tabela:
1 erro - sem desconto. 
2 erros- sem desconto. 
3 erros- sem desconto. 
4 erros- 1 desconto. 
5 erros- 1 desconto. 
6 erros- 1 desconto. 
7 erros- 1 desconto. 
8 erros- 2 descontos. 
9 erros- 2 descontos. 
10 erros- 2 descontos. 
11 erros- 2 descontos. 
12 erros- 3 descontos - até aqui ha chances de aprovação. 
13 erros- 3 descontos, mas reprovado. 
14 erros- 3 descontos, mas reprovado. 
15 erros- 3 descontos, mas reprovado. 
16 erros- absolutamente reprovado. 4 descontos. 

A conclusão é de que o máximo de erros permitidos, assinalando-se a todas as questões é 12. Errou mais de 12 questões, está reprovado, pois não se alcançará os 50% no grupo após os descontos.

O que eu recomendo? Sugiro que o candidato faça a maioria das questões, deixando em branco somente aquelas que vocês não tiverem a menor chance de acerto (não sabem mesmo). Eu fiz 28 questões nos G1, G2 e G4 e as 30 no G3. 

A maioria dos candidatos faz isso. 

Se você faz só 20 questões, terá de acertar 16, no mínimo, de forma que a chance de você errar 5 achando que está acertando é muito grande. Errando 5 nesse contexto, é reprovação. Além disso, temos a chance de o corte ser superior ao mínimo (como foi no 27 CPR), e fazendo poucas questões você não vai conseguir esse corte (se existir). 

Então, façam o maior número de questões possíveis, sempre visando a 18 acertos e 12 erros, ou 17 acertos e 11 erros e 2 em branco ou ainda 17 acertos, 10 erros e 3 brancos. Nesse três contextos você estará aprovado!

Bons estudos a todos. 

Eduardo, em 11/09/2016

Enfim, essa é a regra amigos. 

Qualquer dúvida permanecemos a disposição (e com curso para a segunda fase com os seguintes professores: Hayssa, Nathalia, Igor, Daniella e Ricardo. Com esses professores, garantia de aprovação na segunda fase). 

Eduardo, em 13/03/2017


4 comentários:

  1. Boa tarde, Eduardo. Gostaria de saber se algum de vocês ainda está dando coaching, pois estou querendo fazer para o 30º concurso. Fiz a prova ontem e já quero engrenar com tudo para o próximo. Abraços,

    ResponderExcluir
  2. Deveria ter lido essa publicação antes da prova.
    Pra quem provavelmente tomou pau, o que fazer daqui pra frente? Como iniciar os estudos pro 30CPR?

    ResponderExcluir
  3. Então tenho que acertar 80 questões para atingir os 60% ao final, respeitando os mínimos por grupo?

    ResponderExcluir
  4. Então devo acertar 80 questões para ao final obter 60%?

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!