Quem passa por aqui, PASSA!

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO e @MEUORGANIZADO.

ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM CLICANDO AQUI.

PARTICIPEM DO NOSSO FÓRUM DE DISCUSSÕES.

LEIAM NOSSO "MANUAL DO CONCURSEIRO"

CURSO ONLINE

CURSO MÉTODO EDUARDO GONÇALVES - METODOERG VÍDEO AULAS + LIVES

O QUE É O CURSO?  Após anos de aprendizado teórico e prático, lançamos o projeto piloto onde repassaremos a nossos alunos tudo que aprend...

SIMULADO GRATUITO

ESTUDAR PARA CONCURSOS – NOTAS ESTAGNARAM OU REGREDIRAM. O QUE FAZER?


Olá pessoal!

Mandem notícias nessa segunda-feira de carnaval! Uma boa folia para quem é de folia, bom descanso para quem é de descanso e bom estudo para quem está perseverando nesse feriado!

Primeiro ponto para ajudar vocês: quem está viajando, descansando e se sente culpado de não estar estudando, tire isso da cabeça e mentalize que esse tempo de descanso e higiene mental é importante e poderá fazer com que você volte com tudo para os estudos daqui há alguns dias! Estudar para concursos é meta a longo prazo e temos que ter constância! Por isso, descansar alguns dias para recuperar o fôlego é algo necessário e não podemos nos sentir culpados! Aproveite, descanse para recuperar as baterias e voltar para os estudos depois!

Para quem está estudando no feriado, vendo os amigos postando fotos dos blocos ou da praia na rede social, saiba que vocês estão fazendo o dever de vocês também e que uma hora sua vez irá chegar! Desligue-se das redes sociais, foco no que você pode fazer e controlar e vamos em frente! Já que estamos no feriado, pelo menos saia mais cedo do seu canto de estudos para descansar um pouco mais...”pé no freio” pode ser uma válvula importante nesse período! Lembre-se: estudo demanda uma corrida de longa duração. É maratona e não tiro de 100 metros!

Mas enfim, aqui é Rafael Bravo, editor do site do Edu e professor do Curso Clique Juris (www.cursocliquejuris.com.br), onde oriento alunos para os concursos das carreiras jurídicas.

Vamos ao que interessa?

Hoje gostaria de trabalhar com um fenômeno que acontece nos estudos que é a estagnação das notas ou, pior, a regressão dos resultados do concursando.

Outro dia, nas redes sociais (reparem que sempre seleciono meus temas das postagens com casos concretos, que chegam nos meus contatos) recebi a mensagem de um concursando que me relatou que suas notas tinham melhorado durante um tempo, sendo que conseguiu bater na trave em duas provas (não foi para a 2ª fase por causa de 2 ou 3 questões apenas).

Para ele, chegar a bater na trave, considerando o tempo de estudo que ele possui, era muito bom! Mas independentemente do tempo que estudamos, chegar a quase ir para uma fase discursiva sempre é muito bom e nos motiva a continuar estudando. Melhor ainda se conseguimos aprovação para a 2ª fase e chegar em uma prova oral.

Contudo, depois dessas duas provas boas, a nota voltou a cair para a casa dos 65%, ficando distante das notas de corte mais de 10 questões.

Isso já aconteceu com alguns dos meus queridos alunos do Clique, que também me procuraram justamente por conta de casos assim.

Muitas vezes nós acabamos por dedicar tempo, sacrificar coisas que gostamos, estudar durante 1 ou 2 anos, para depois ver a nota sempre estagnada nos 60% e nunca evoluindo. Ou pior, chegar a bater na trave em algumas provas e, logo depois, a nota regredir deixando a sensação de que também regredimos nos estudos.

O pior disso tudo é o desânimo, pois essa sensação e esses resultados desfavoráveis acaba por nos puxar para baixo, deixar a gente cheio de dúvidas se nossa estratégia é boa ou não e se algum dia seremos aprovados.

Eu já passei por isso e vários outros concursandos e aprovados já passaram! Então, fique tranquilo que você não está sozinho(a) nessa!

Agora, sempre que temos um problema como esse podemos tomar alguns caminhos. Vou enumerar alguns deles:

1º) Primeiro caminho, rever o que você fazia antes quando sua nota foi boa e você alcançou o seu melhor resultado. Se você quase passou para a 2ª fase, veja como você estudou, o que você fez, aonde você focou suas forças e tente rever aquela receita que te levou mais longe para seguir novamente.

2º) Se sua nota esta estagnada ou subiu e depois regrediu, em algum ponto você pode estar equivocado na hora de estudar. Reveja os pilares básicos dos estudos para concurso: Doutrina – Legislação e Jurisprudência!
Se você entender que está estudando doutrina de forma correta e com material completo e enxuto, que está lendo a lei todos os dias e possui a leitura de informativos e súmulas em dia, então o problema pode ser no treinamento de exercícios e fazer provas antigas!

3º) Veja com amigos aprovados em concursos como eles estudaram, mande mensagem no whatsapp ou e-mail, se for o caso, perguntando como eles montavam a rotina deles, materiais que usavam, como dividiam o tempo. Isso pode lhe ajudar a ter ideias do que pode melhorar na sua rotina para que você alcance melhores resultados. Às vezes uma pequena mudança no seu habite de estudar pode fazer a diferença!
Se você não tiver nenhum amigo ou conhecido aprovado, veja aqui os depoimentos dos aprovados no site do Edu, mande email para os editores do site. Aqui todos possuem disposição para ajudar e o site tem muito conteúdo de trajetórias e dicas dos aprovados!

4º) Desistir! Essa não é uma opção! Volte para uma das opções anteriores! Quem desiste não é aprovado! J

Vamos em frente meus caros! Sucesso para todos! Descansando ou estudando no carnaval, a hora de cada um de vocês irá chegar! Perseverem!

Qualquer dúvida estou à disposição no site do Clique Juris e nos contatos abaixo.

Abraço a todos e até a próxima!

Rafael Bravo                                                                      Em 24/02/2020.


Instagram com dicas de concurso: @rafaelbravog e @cursocliquejuris

www.cursocliquejuris.com.br

2 comentários:

  1. Olá, Rafael! Comecei a estudar com constância este ano de 2020. Estudo por livros para a Magistratura Federal e uso o Meu Esquematizado. Eu tenho dúvidas em como fazer meu planejamento: estudo todos os dias o tanto que eu consigo (o que não costuma passar de 3h), mas não tenho uma meta diárias ou semanal. Como estabelecer essas metas? Elas são importantes ou posso continuar estudando o tanto que dá em cada dia? Obrigada e o blog me ajuda muito!

    ResponderExcluir
  2. Pois é. Isso de regredir é mto ruim. Sou de uma das carreiras da AGU. Sempre estudei para delegado e magistratura, passar no federal foi uma surpresa. Em 2014 cheguei numa oral para Juiz (reprovado), TAF de um delegado (não fui fazer porque estava na oral de uma das carreiras da AGU). Voltei a estudar a 02 anos e não passei mais para nenhuma segunda fase, com nota de 70% a 76%, porém o corte subiu mto e estou estagnado. Obrigado pelas dicas. Nesse momento procurando rever o material de estudo. Força aos nobres concurseiros.

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES, @MEUESQUEMATIZADO E @MEUORGANIZADO. ALÉM DISSO, ENTREM NO NOSSO GRUPO DO TELEGRAM.

NÃO DEIXE DE LER!