Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

É POSSÍVEL PASSAR EM CONCURSO PARA UMA GRANDE CARREIRA SOMENTE COM LEI SECA?

Olá meus amigos do site, bom dia de domingo a todos. 

Hoje vou tratar de uma grande dúvida de vocês: é possível passar em um concurso de magistratura, MP, PGE, DPU, AGU, DPE somente com lei seca? Um conhecido de um amigo diz que estudou apenas um ano, e só por lei seca, para passar nesses concursos. É possível a aprovação? 

Inicialmente, alerto-os: muita coisa do que lemos, muitas históricas "milagrosas" tendem a ser exageradas. Muita gente que passa tenta transmitir que sua aprovação não foi árdua, ou foi menos difícil do que realmente foi. 

Mas vamos a nossa pergunta, é muito difícil passar em um grande concurso apenas lendo lei seca. Atualmente, realmente, decorar os código não é suficiente, pois certamente lhe faltará conteúdo. 

Para Magistratura e MP, por exemplo, é completamente insuficiente decorar o Código Penal. Para AGU/PGE também não basta saber o CPC (vocês terão que saber, ao menos, fazenda pública em juízo) e ler o CTN. 

Além disso, quem apenas lê lei seca poderá até eventualmente ser aprovado na primeira fase, mas dificilmente passará também na segunda, pois lhe faltará conteúdo.

Do mesmo modo, hoje não vislumbro a possibilidade de aprovação em nenhum concurso fim sem conhecer o mínimo necessário de jurisprudência (principais súmulas, repercussões gerais e julgados dos últimos 2 anos). 

O que recomendamos é um estudo estratégico, ou seja, saber onde o aluno deve investir em uma boa doutrina/aula de cursinho e onde o aluno pode ficar mais tranquilo, lendo apenas lei seca. 

Por exemplo, Direito Empresarial para MP (maioria dos Estados) pode ser dispensado ou estudado apenas com lei seca. Direito Penal para AGU, idem. 

Mas acreditar que alguém passou lendo apenas lei seca, podem ter certeza que não corresponde a verdade.

Então meus amigos, façam um filtro no que leem, não acreditem em milagres nos estudos. A caminhada é árdua, então não acreditem em milagres.  

O segredo não é, de forma alguma, apenas ler o Código, mas sim fazer um estudo estratégico, sabendo o que priorizar em cada uma das matérias. 

Ler o Código é obrigatório, mas não é sua única e exclusiva fonte de estudos rumo a sus aprovação.

Em breve falarei com vocês sobre o seguinte tema: é possível ser aprovado somente lendo lei seca e com aulas de cursinho?

Feito isso, desejamos a todos um bom domingo de estudos/descanso. 

Eduardo, em 06/08/2017

17 comentários:

  1. Disse tudo, Eduardo! A maioria dessas histórias "milagrosas" não passa de mentira.

    Também não acredito em quem diz que passou num concurso de magistratura/MP/AGU/PGE lendo apenas sinopses em TODAS as matérias. Até porque para chegar no ponto que a sinopse apenas é suficiente a pessoa teve que, em algum momento, construir uma base sólida que as sinopses sozinhas não são suficientes para tanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EU passei na DPE e nao li doutrinas. Te asseguro isso. SINOPSE sim... abraços!

      Excluir
    2. Anonimo, estudou a coleção completa de sinopses da juspodivm? grato

      Excluir
  2. Luísa, qualquer questão de prova discursiva traz, no máximo, 30 linhas para a resposta. ...acredite, sinopse é sim suficiente. Se imaginar a seguinte questão: disserte sobre imputação objetiva. Independe de vc ter lido 20 paginas sobre o assunto, só poderá escrever 30 linhas na prova...e são essas 30 linhas, bem sintetizadas, que as sinopses trazem. No mais, eventuais conteúdos que não estejam na sinopse podem ser transcritas por vc msm para completá-la. Faça um teste, busque por provas discursivas e veja se o assunto tb não é abordado em sinopses. Quando não é, normalmente também não está em manuais, ou seja, pouco importa se estudou por uma material de 600 ou 2000p.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc, eu só uso doutrina mais pesada em constitucional, Administrativo, tributário proc. civil e previdenciário, no mais só sinopses.
      Não sei se estou fazendo certo, mas é o meu método.
      Professor Eduardo poderia esclarecer.

      Excluir
    2. Victor, quais sinopses você usou (usa)? Obrigada.

      Excluir
  3. Quais sinopses (autor ou editora) mais indicadas para concursos de tribunais analista e técnico?

    ResponderExcluir
  4. Já fica uma aí uma recomendação de assunto pro site:

    É possível ser aprovado em cargos como os de Defensor Público, Promotor de Justiça, Procurador do Estado e Juiz Estadual apenas com o uso de sinopses (boas sinopses)???

    OBS: Lógico que eu me refiro a um estudo que não faz o uso apenas de sinopses, mas também de lei, informativos, súmulas, exercícios, aulas e resolução de provas anteriores.

    Pergunto isso usando como parâmetro o estudante mediano durante a faculdade.

    ResponderExcluir
  5. Primeiro, precisamos deixar claro o que vem a ser uma "grande carreira".
    Entendo que sejam aquelas superiores às de analistas, por exemplo.
    Assim sendo, concordo que não seja tão viável a aprovação somente com leitura de lei seca.
    Mas sempre há aqueles "gênios", que dizem que "não" estudaram, ou estudaram muito pouco, só por lei seca e ou sinopses...
    Infelizmente, não é essa a condição de todos, ou da maioria dos mortais.
    Uma boa estratégia pode até poupar horas de doutrinas, mas dispensá-las pode ser fatal.

    ResponderExcluir
  6. É possível passar para técnico judiciário/analista judiciário utilizando apenas a lei seca + sinopses?

    ResponderExcluir
  7. Eduardo poderia esclarecer se é possível a aprovação com a leitura de lei seca e sinopse

    ResponderExcluir
  8. Eduardo, poderia fazer aquele esquema, com dicas e uma comparação sobre cada matéria, sobre como conciliar o estudo para TRF1 (Analista) e MPU (Analista)?

    ResponderExcluir
  9. Pelas perguntas acima vislumbro a busca pelo mais fácil. Não, não é errado você buscar o mais fácil, mas vocês estão querendo respostas prontas, arrisco dizer que estão buscando uma resposta apta a justificar o seu método de estudo. É simples, tente responder determinada prova de determinada carreira somente com lei seca, ou com lei seca mais a sinopse, terão a resposta. No mais, penso que a dica mais importante dada pelo Eduardo é "tenha estratégia". "Mas como faço isso"... pegue provas passadas e veja no que dá para estudar apenas com lei seca e o que é necessário algo a mais. Não há uma resposta única. Se a resposta fosse "sim, é possível estudar apenas com sinopse para advocacia pública"... bem... tente estudar com sinopse para AGU e tente para DPU, verás que necessita de estratégia e que não há resposta única.

    ResponderExcluir
  10. Para ser um bom profissional, digno do cargo que ocupará, o mínimo que deve ter lido durante sua vida é uma doutrina básica..Vamos largar esse espírito de quem só está pensando no R $... Não seja mais um profissional sem vocação.. Foque em um carreira que vc goste, idealize.. e o número de livros que você terá que ler será irrelevante.. Chega de mediocridade galera.. Olhem aonde foi parar nosso país indo pelo caminho mais fácil..

    ResponderExcluir
  11. Olá Eduardo, estamos aguardando a postagem prometida sobre se é possível passar em concurso somente com aulas de um bom cursinho? (P/ carreiras de alto nível - MPF, MAGIS. FEDERAL, AGU, PGE, ETC.). Ficamos sinceramente agradecidos. ;)

    ResponderExcluir
  12. Olá, Eduardo! Quando sairá a postagem prometida a respeito de ser possível (ou não) passar em carreiras jurídicas somente com aulas de um bom cursinho. Acrescentaria algo a mais: utilizar as aulas de um bom cursinho de maneira estratégica, aliadas à intensa leitura de informativos, lei seca e resolução de questões. Grato!

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!