Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

MAIS SIMULADO - DIREITO TRIBUTÁRIO

Olá queridos, bom dia 

Vamos treinar? 

Hoje trago questões de direito tributário. A elas:
Quanto às disposições tributárias previstas no texto constitucional, julgue os seguintes itens:
71- Compete à lei complementar regular os conflitos de competência entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, assim como regular as limitações constitucionais ao poder de tributar. Em tais hipóteses será inviável a utilização de medida provisória.
72- O rol de imunidades está taxativamente disposto no texto constitucional, assim todo cidadão é isento (na verdade, imune) do pagamento de taxas judiciais quando do ajuizamento de ações populares destinadas a anular ato lesivo ao patrimônio público, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural, a não ser quando demonstrada a má-fé no ajuizamento da ação.
73- O IPTU, em seus contornos atuais, pode ser dotado de progressividade fiscal ou extrafiscal, mas somente essa última encontra previsão desde o advento da Constituição Federal de 1988.
74- O princípio da anualidade tributária é restrito aos impostos, não se aplicando às taxas, que, inclusive, também não são abarcadas pela imunidade recíproca.

75- É inconstitucional a adoção, no cálculo do valor de taxa, de um ou mais elementos da base de cálculo própria de determinado imposto.
Quanto aos tributos em espécie e ao Código Tributário Nacional (à luz da jurisprudência), julgue os itens que seguem:
76- O IPI será não-cumulativo, já a COFINS poderá, em certos casos, ser não-cumulativa.
77- Nos termos do entendimento do STJ, nos tributos sujeitos a lançamento por homologação, o prazo prescricional inicia-se a partir do dia seguinte ao da entrega da declaração ou ao do vencimento, o que ocorrer por último.
78- O crédito não integralmente pago no vencimento é acrescido de juros de mora, seja qual for o motivo determinante da falta, sem prejuízo da imposição das penalidades cabíveis. Os juros de mora em matéria tributária, salvo disposição em contrário, serão fixados a taxa de 1% ao mês.

Quanto ao executivo fiscal e medida cautelar fiscal, aprecie os itens que seguem:
79- É compatível com a Constituição norma inserta na lei de execução fiscal que afirma incabível apelação em casos de execução fiscal cujo valor seja inferior a 50 ORTNs. Do mesmo modo, é válida a interpretação de que beneficiário da justiça gratuita deverá garantir previamente o juízo, caso deseje embargar a execução fiscal.
80- Não é possível ao fisco ajuizar a medida cautelar fiscal sem a prova da
constituição definitiva do crédito tributário.


Eis nosso gabarito:

71
C
72
C
73
C
74
E, pois o princípio da anualidade (necessidade de inclusão do tributo no orçamento) não tem previsão constitucional.
75
E, nos termos da súmula vinculante nº 29: É constitucional a adoção, no cálculo do valor de taxa, de um ou mais elementos da base de cálculo própria de determinado imposto, desde que não haja integral identidade entre uma base e outra.
76
C
77
C
78
C
79
C
80
E, art. 1º, parágrafo único da lei 8.397/1992.

O que acharam das questões e dos nossos simulados? 

Bons estudos a todos. 

Eduardo, em  20/04/2016

6 comentários:

  1. 73- O IPTU, em seus contornos atuais, pode ser dotado de progressividade fiscal ou extrafiscal, mas somente essa última encontra previsão desde o advento da Constituição Federal de 1988.

    Essa questão está mal formulada. Então, o ITPU não tem função fiscal, desde a CF/88.

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante , muito obrigado e parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  3. Eduardo, adorei todos os simulados!!Faça mais!!Muito bom para treinarmos!!

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!