DICAS PONTUAIS PARA SUA APROVAÇÃO

DICAS E BIBLIOGRAFIA PARA O CONCURSO DE ANALISTA JUDICIÁRIO DE TRIBUNAIS REGIONAIS FEDERAIS (TRFs)

Caros colegas, 
Muitos leitores me pedem dicas para concursos de Tribunais Regionais Federais, então resolvi pedir a colega Vivian Guilhermino Ventura, recém-aprovada no concurso para Analista Judiciário do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) que elaborasse um texto para vocês. 

Desde já registro meus parabéns a Vivian, uma conquista mais que merecida. E para quem não sabe, Vivian, eu e mais 4 colegas tínhamos um grupo de estudo no Facebook (isso mesmo, no facebook) para concursos. Resultado: de concurseiros a concursados. TODOS NÓS.
Segue o texto de Vivian:

Minha preparação para o TRF 3:



. Anotações de aula de todas as matérias da parte específica: (Civil, Penal, Processo Civil, Processo Penal, Constitucional, Administrativo, Tributário e Previdenciário);
. Informativos;
. Aulas de português e de raciocínio lógico;
. Exercícios (fundamental);
. Lei seca.
Assim que abriu o edital de analista do TRF 3 eu já havia estudado exaustivamente anotações de aula e os informativos do dizer o direito em razão do concurso de Procurador Federal, que abrange quase todas as matérias previstas no edital de analista, portanto, eu já estava com boa parte do caminho andado.
Então, para a parte objetiva da prova, assisti ao curso (começando do zero) de Português do Rodrigo Bezerra (CERS), anotando as aulas no caderno, o que facilitou na revisão.
Também assisti aulas de raciocínio lógico voltadas para FCC como Paulo Henrique (EVP).
Estudei quase toda a legislação seca prevista no edital da seguinte forma, lia a lei sobre determinado assunto, e depois fazia o maior número possível de exercícios (somente FCC) daquele assunto no site do QConcursos.com.
Para a parte de estudo de caso a leitura das anotações de aula e informativos foram determinantes, foi o que me deu base para resolver as questões.
Pelo que tenho notado, a FCC está mudando o perfil nas provas de analista, ou seja, está aprofundando dificultando o nível das questões, então acredito que não dá mais para ficar só na lei seca para esse tipo de prova, em especial se tiver estudo de caso.
No caso de doutrina, eu não li nenhuma (entre a abertura do edital e a prova). Mas isso não quer dizer que não estudei doutrina; pelo contrário, estudei e muito. Li, reli e resumi livros das disciplinas mais importantes. Então vou fazer uma listinha:
Civil – Tartuce – só li
Penal – Caderno do Rogério Sanches
Processo Civil – Daniel Assunção – Li e resumi
Processo Penal – Caderno do Renato Brasileiro
Constitucional – Pedro Lenza – li e resumi
Administrativo – Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino – Li e Resumi
Tributário – Ricardo Alexandre – Li e resumi
Previdenciário – Ivan Kertzman
 É isso!
Espero ajudar os colegas concurseiros com essas pequenas dicas.


Foco, força e fé!

Mais uma vez, muitíssimo obrigado a Vivian pelas dicas disponibilizadas aos colegas! 


5 comentários:

  1. Olá Eduardo e Vivian!
    Tenho perguntas para Vivian!

    Quando vc diz que resumiu, vc resumiu como?

    Eu tb estou resumindo as mesmas doutrinas e estou demorando muito!

    Vc digitou, resumiu a mão? Como foi?

    Eu estou resumindo no computador, apenas com as palavras principais.

    A cada 100 páginas de doutrina, tenho em média 10 páginas digitadas!

    E Vivian, quanto tempo vc demorou para resumir capa a capa?

    Obrigada!!!

    Renata

    ResponderExcluir
  2. Que legal ver as dicas da minha amiga Vivian aqui. Torço por ela e tenho certeza que logo vai alçar vôos mais altos!!! Parabéns, Vivian!

    ResponderExcluir
  3. Renata, eu resumo a mão mesmo (acho bem mais rápido), coloco só os pontos principais assim como vc falou que faz....

    Antes eu seguia essa regra de 1 para 10, mas hj mudei um pouco, isso depois que assisti ao vídeo do Habib (tem q ver os 3 tempos)

    https://www.youtube.com/watch?v=Gth-9tO-NeA

    Acredito que hj de até menos que 1 folha para cada 10 pgs, é pq eu vou fazendo chaves, com o tópicos e sub tópicos e alguma anotação só se for muito importante.

    Sobre demorar; como o resumo me faz ficar mais concentrada eu acabo gastando quase o mesmo tempo que estudar só grifando.

    Quanto ao tempo que demorei... me lembro do Livro do Daniel que demorou 3 meses e meio. Por isso só resumi as matérias principais, como diz o Eduardo, o quadripé da Advocacia Pública.

    Espero ter ajudado!


    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!