Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

SIGAM NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES e @MEUESQUEMATIZADO PARA DICAS, SORTEIOS, LIVES, NOTÍCIAS E MUITO MAIS

ALGUMAS DICAS PARA A PGE-SP - QUAIS MATÉRIAS PRIORIZAR EM RETA FINAL?

Olá amigos concurseiros, bom dia de estudos a todos. 

Eduardo quem escreve em substituição ao Rafa Bravo. Vamos falar um pouco da PGE-SP. Vou fazer a vocês um breve resumo sobre o concurso. 

Primeiro: são 100 vagas, o que significa que passará muita gente para a segunda fase (400 pessoas), então o corte não deve ser muito alto. Imagina-se que algo em torno de 60 a 65 questões o corte a depender do nível da prova. Além disso, as expectativas de nomeação é de muito mais gente. Imagina-se algo em torno de 150 nomeados no mínimo caso haja esse número de aprovados. 

A remuneração é excelente, mais de 22 mil reais, não sendo necessária qualquer prática jurídica, bastando a graduação em direito. 

As lotações são muito boas, até porque o interior de SP é excelente. Há ainda lotação, a médio prazo, em Brasília no escritório de representação da PGE na capital federal. 

A prova objetiva será no dia 20/05/2018, e contará com as seguintes matérias/questões: 
a) 10 (dez) do programa de Direito Constitucional. 
b) 10 (dez) do programa de Direito Processual Civil; 
c) 10 (dez) do programa de Direito Civil; 
d) 10 (dez) do programa de Direito Administrativo; 
e) 10 (dez) do programa de Direito de Pessoal e Previdenciário Público; 
f) 10 (dez) do programa de Direito Ambiental; 
g) 10 (dez) do programa de Direito Tributário; 
h) 10 (dez) do programa de Direito do Trabalho e Processual do Trabalho; 
i) 10 (dez) do programa de Direito Financeiro, Econômico e Empresarial Público. 

Eis as matérias em ordem de prioridade para essa reta final: 
1) 10 (dez) do programa de Direito de Pessoal e Previdenciário Público; 
2) 10 (dez) do programa de Direito Administrativo; 
3) 10 (dez) do programa de Direito Ambiental; 
4) 10 (dez) do programa de Direito Tributário; 
5) 10 (dez) do programa de Direito Processual Civil; 
Essas são prioritárias, pois são altamente previsíveis (o que será cobrado).

Prioridade média:
6) 10 (dez) do programa de Direito Constitucional. 
7) 10 (dez) do programa de Direito Civil; 
São de prioridade média, pois são 10 questões embora de difícil previsibilidade. 

Prioridade mais baixa: 
8) 10 (dez) do programa de Direito do Trabalho e Processual do Trabalho; 
9) 10 (dez) do programa de Direito Financeiro, Econômico e Empresarial Público. 
Essas matérias possuem um conteúdo muito vasto ou são poucas questões, o que dificulta a previsibilidade do que será cobrado na prova.

A priorização depende, ainda, muito da sua base jurídica. Do que você já estudou, de quais matérias está melhor e quais está pior, OK? Mas o recado acima foi dado, e espero que tenham entendido bem. 

Sugiro a quem queira uma estratégia melhor ainda, que veja nossos materiais para a PGE-SP no site MEU ESQUEMATIZADO

Eduardo, em 19/03/2018
No insta @eduardorgoncalves











3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá, professor Eduardo.

    Pelo nível da prova e concorrência, você fala em 60 a 65 questões (o que dá em torno de 70% da prova) ou 60% a 65%?
    Isso porque a prova tem 90 questões, e 60% a 65%, diferentemente, significaria 54 a 59 questões.
    Obrigado

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!

GOSTOU DO SITE? ENTÃO NÃO DEIXE DE NOS SEGUIR NO INSTAGRAM @EDUARDORGONCALVES e @MEUESQUEMATIZADO