Quem passa diariamente por aqui, PASSA!

POST PARA AS MAMÃES CONCURSEIRAS: COMO ESTUDAR COM FILHOS - COMO EU ESTUDEI PARA O MPF

Olá pessoal, td bom?

Em razão de alguns questionamentos que me fizeram tanto no insta, quando aqui no Blog sobre como eu estudei com filhos, resolvi fazer esse post.

Primeira coisa a esclarecer: esta não é uma fórmula perfeita e acabada. Eu me adequava todos os dias e tinha dia que não conseguia estudar, ok?

Segunda coisa: eu não morava com meus filhos e meu marido. Então, fora os períodos de licença maternidade, eu estava só e trabalhando no interior do RN ou em Natal.

Terceira coisa: tive que abdicar de momentos únicos na vida e no crescimento dos meus filhos (primeiras papinhas, primeiros passos, primeiras palavras, etc...). Estes momentos eu só via por vídeo ou fotos. Não foi fácil e não é fácil.
Quarta coisa: muitas pessoas me apontavam como péssima mãe e eu tive que lidar com esses olhares de reprovação. Eu também me sentia muito culpada por fazer isso mas lembrava que, se eu não fizesse, continuaria muito distante fisicamente dos meus amores.

Ultrapassados estes quatro alertas, vamos lá.

Como eu estudava quando NÃO ESTAVA de licença maternidade, portanto, quando estava trabalhando e às vezes grávida e morando só:

Após o expediente (08h-17hrs/18hrs) eu chegava em casa, ficava uma meia hora pensando em nada e começava a estudar. Tentava esticar até 23hrs/24hrs. Isso de segunda a quinta. Nas sextas, como o expediente se estendia até às 14hrs, eu chegava em casa, dormia até 16hrs e estudava a partir daí até 23hrs/24hrs.
Para quem trabalha, o período mais longo de estudos é o final de semana. Então, nos finais de semana eu tentava estudar 8h/10hrs por dia.
Nessas horas eu tinha metas a bater: 3 pontos do edital do MPF. Alternava matérias de grupos (estudava duas matérias de grupos diferentes todos os dias. Tem um post aqui sobre uma sugestão de cronograma).

Como eu estudava quando ESTAVA de licença maternidade, portanto, quando estava com meus dois filhos e meu marido:
Meus filhos estudam em colégio integral, portanto, minha preocupação era cuidar do bebê (no caso GM) e estudar. Eu colocava no cronograma do tablet para estudar 6h líquidas de segunda a sexta. Pausava quando necessitava fazer algo para GM, comer, etc... mas eu tinha que estudar essas 6h cumprindo as metas. Dormia muito pouco, tipo umas 4h por dia, mas eu me forçava a isso para poder cumprir as metas. Estudava muito pelo tablet e, às vezes, com GM mamando ao mesmo tempo. Raramente conseguia sentar na mesa para ler um livro físico. Tive que me adaptar a isso ou não conseguiria cumprir minhas metas.
Nos finais de semana, quando estava com João e GM em tempo integral em casa eu tentava estudar umas 3h, em cada dia, para não ficar com peso na consciência. Para isso, contei com a ajuda do meu marido e da minha sogra que brincavam com João e seguravam GM ou saíam com eles para passear. 

Bem, espero ter esclarecido as dúvidas das mamães e digo que não me arrependo de nada do que fiz, pois assim agi para ficar mais perto deles e para um dia juntar nossa família na mesma cidade.

Beijão

Hayssa, em 13/11/2016

15 comentários:

  1. Hayssa,
    Parabéns você é uma guerreira, com dois filhos pequenos, sendo promotora de justiça e Ainda conseguiu passar no mpf
    Odisa

    ResponderExcluir
  2. É isso mesmo, Hayssa! Tenho o Benjamim já com 6 anos, querendo atenção e tal! Mas precisamos abrir mão de momentos com eles se quisermos ter mais momentos com eles à frente! Parabéns! É excelente mãe por isso!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns!!! É difícil!! Tenho uma pequena de dois anos e como me separei decidi voltar para a casa dos pais para poder me dedicar a estudar. Minha filha fica em período integral integral na escola e já ouvi muito que quem cria ela são as tias. =/ Já fui aprovada em dois concursos e continuo. Sei que no futuro ela vai saber a importância disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em pessoas como vc e Hayssa que me inspiro para não desistir. Decidi que ano que vem minha filha, hoje com 2a6m, irá ficar em tempo integral na escola para que eu possa me dedicar aos estudos. Estou aproveitando ao máximo agora para em janeiro me despir de qualquer culpa e abster todo julgamento de pessoas que não compreendem.

      Excluir
  4. Parabéns!!! É difícil!! Tenho uma pequena de dois anos e como me separei decidi voltar para a casa dos pais para poder me dedicar a estudar. Minha filha fica em período integral integral na escola e já ouvi muito que quem cria ela são as tias. =/ Já fui aprovada em dois concursos e continuo. Sei que no futuro ela vai saber a importância disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lara, em pessoas como vc e Hayssa que me inspiro para não desistir. Decidi que ano que vem minha filha, hoje com 2a6m, irá ficar em tempo integral na escola para que eu possa me dedicar aos estudos. Estou aproveitando ao máximo agora para em janeiro me despir de qualquer culpa e abster todo julgamento de pessoas que não compreendem. Sejamos firmas e decididas.

      Excluir
  5. Hayssa vc é fantástica! É inspiradora! Deus abençoe muito vc e sua família!
    Eu estou tentando. Com um filho de dois anos. É praticamente impossível estudar com ele presente, na verdade é impossível.
    O pouco que estou fazendo não é nada comparado às suas metas....mas seja o que Deus quiser né...

    ResponderExcluir
  6. Eu abri mao do trabalho pra estudar e cuidar das criancas, e me julgam de modo negativo tambem. Acho que cobram muito mais da mulher que do homem..... Se ela trabalha, nao cuida dos filhos. Se nao trabalha, ela virou dependente e preguicosa. Entao,aprendi que nao importa sua escolha, sempre vao discordar.....

    ResponderExcluir
  7. Ola Hayssa, td bem? Tenho uma curiosidade: por que vc estudou tanto pro MPF, se ja ocupava um ótimo cargo (Promotora de Justiça)? Afinal, o salário deve ser praticamente igual... Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi.. td bom? Eu estudei para o MPF porque, além de ser meu sonho e amar muito a instituição, me proporcionaria a possibilidade de ficar perto dos meus filhos. Abraços Hayssa

      Excluir
  8. Muito, mas muito obrigada! Acho que foi Deus que tocou seu coração, p escrever isso! Vc é uma luz na vida das mamães, futuras PR's ou de qq outra carreira!

    ResponderExcluir
  9. Hayssa, tenho 4 filhos e estou na luta, idades 18, 7, 5 e 2, cada minuto que tenho para estudar preciso aproveitar bem! Obrigada pelo seu depoimento, ele nos anima! Deus te abençoe e aos filhotes!

    ResponderExcluir
  10. Parabéns Hayssa! História super inspiradora, vamos que vamos! Estou na luta também, com uma filha já grandinha de dez anos, na fase de dar aquela atenção especial nas tarefas escolares uma hora e meia para ela e tento cumprir minhas metas de estudo diária, 6 h por dia durante a semana e 8 a nove horas nos finais de semana. Graças a Deus que minha filha me ajuda, compreendendo que "a mamãe precisa passar em um concurso público" para tudo melhorar. Sou da área de saúde mas cada história lida aqui são exemplares. Deus ilumine cada uma de vocês!

    ResponderExcluir
  11. Eu precisava ler isso! Estou aqui esperando meu bebê de 2 meses arrotar para colocá-lo no berço e voltar pros meus estudos até às 2h. O que dá forças é ver o sorrisão bangelo dele "amanhã" logo cedinho. Obrigada Hayssa (L)

    ResponderExcluir
  12. Legal, Hayssa! Esses relatos são muito importantes, porque não nos sentimos (culpadas) sozinhas. Tenho um de 20 e outro de 6 e venho de outra carreira totalmente diferente. Quando estava grávida do segundo estudei muito a gravidez inteira e passei para o MPU (fiz a prova com quase 9 meses de gestação...). Os cuidados com o pequeno e uma baita mudança de cidade/Estado emperraram um pouco os estudos. Agora o que "emperra" é a vontade doida de só ficar batendo papo com o caçula (o mais velho foi estudar em SP - ai meu coração), porque é uma fase ótima! Mas acho que agora voltei, e disciplinada.
    Precisamos de uns grupos desses, de mães com um ideal. Para nos ajudarmos mutuamente, desabafarmos e ouvirmos que não estamos erradas, nem sozinhas!

    ResponderExcluir

Sua interação é fundamental para nós!